Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Consumo de álcool impulsiona plantações de cana-de-açúcar

5 Jul 2006 - 08h39
Cultivo introduzido no Brasil durante a colonização portuguesa, a cana-de-açúcar retoma o fôlego e contabiliza aumentos sucessivos na produção anual. Essa evolução deve-se, em grande parte, ao aumento no consumo de álcool combustível.

“A evolução da produção e consumo do álcool ocorre no mundo todo. Esse aumento deve-se, em boa medida, ao preço baixo do álcool combustível. Os carros agora são bicombustível, tendo o motorista a opção de escolher, e é claro que a decisão será pelo mais barato”, afirma o presidente do Sindálcool (Sindicato da Indústria de Fabricação de Açúcar e do Álcool de Mato Grosso do Sul), José Pessoa Queiroz Bisneto.

Em Mato Grosso do Sul, a situação não é diferente, de 2001 para cá, a área plantada aumentou de 99,6 mil hectares para 156,4 mil hectares e a produção foi de 7,5 milhões para 9 milhões de toneladas. Há previsão de aumento de 20% na produção de cana-de-açúcar de Mato Grosso do Sul para a próxima safra. “Ano passado o Estado enfrentou estiagem. A produção caiu. Este ano acredito que haja aumento de 20% comparado a 2005”, declarou Pessoa.

Projeção feita pelo Conselho de Desenvolvimento Industrial da Secretaria de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), prevê que até 2009, 710,5 mil hectares sejam ocupados pela cultura e que mais 31 usinas estejam em funcionamento. Nessa fase, essas agroindústrias terão capacidade de moagem de 56,4 milhões de toneladas ano e devem produzir 11,3 milhões de toneladas de açúcar/ano e mais de 2 bilhões de litros de álcool/ano.

Hoje estão em funcionamento no Estado 10 usinas em oito municípios (Aparecida do Taboado, Dourados, Iguatemi, Maracaju, Naviraí, Rio Brilhante, Sidrolândia e Sonora). A Usina Eldorado, localizada entre Nova Alvorada e Rio Brilhante, foi a última a ser inaugurada. Há ainda, 31 projetos de instalação de usinas sucroalcooleiras, um investimento representativo de mais de R$ 4,5 bilhões. “São 31 projetos de instalação no Estado. Acredito que 10 a 15 usinas, até ano que vem, saiam do papel”, informou Pessoa.

Incentivo – Um fator que tem colaborado para o aumento de projetos de instalação de usinas em Mato Grosso do Sul é o incentivo dado pelo governo do Estado. Além disso, decreto promulgado pela Assembléia Legislativa autoriza o Poder Executivo a promover isenção total do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) durante 15 anos aos produtores que promoverem reflorestamento e plantação de cana-de-açúcar para abastecimento de usinas de álcool ou produção de açúcar, devendo ocupar uma extensão de 40 quilômetros da fronteira de Mato Grosso do Sul com a Bolívia e o Paraguai.

Para o secretário de Estado da Produção e do Turismo, Wilson Gonçalves, o ponto importante da instalação de usinas é a geração de emprego, pois há a previsão que até 2009 o número de pessoas empregadas subam de 15.074 para 43.238. “Gerar emprego e renda é um dos compromissos do governo estadual."

O Brasil é hoje o principal produtor de cana-de-açúcar do mundo. Seus produtos são largamente utilizados na produção de açúcar, álcool combustível e mais recentemente, biodiesel. Mato Grosso do Sul representa 3% da produção nacional, sendo 60% do cultivo convertido em álcool e 40% em açúcar. Segundo José Pessoa, o consumo estadual chega a 1/3 da produção, “o restante vai para o Sul e Sudeste. Uma parcela é exportada a países do Oriente Médio e Rússia”. (APn)

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA