Menu
SADER_FULL
quarta, 8 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Construção de escola perto de estrada pode ser proibida

17 Ago 2004 - 08h50
O Projeto de Lei 3651/04, apresentado pelo deputado Ronaldo Vasconcellos (PTB-MG), proíbe a construção de escolas situadas fora do perímetro urbano a menos de 100 metros de rodovias. "Muitas vezes, o Poder Público, ao decidir pela localização de uma nova escola para atender a diversas pequenas localidades e sítios da área rural, opta pela construção nas proximidades de estradas ou vias férreas, colocando em risco a vida dos alunos", justifica o autor.
A proposta também proíbe a ampliação dos estabelecimentos de ensino já existentes que não se enquadrarem nessa regra.

Tramitação
A matéria, que tramita em caráter conclusivo, está sendo analisada pela Comissão de Educação e Cultura, onde aguarda o parecer da relatora, deputada Neyde Aparecida (PT-GO). Em seguida, será apreciada pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITOS COVID-19
Veja autoridades que se reuniram com Bolsonaro nos últimos dias, de acordo com a agenda oficial
ABSURDO
Indígena com Covid-19 sofre aborto espontâneo e recebe feto em garrafa de soro
VITIMA DA COVID 19
Após ficar 3 dias a espera de UTI Cacique xavante líder das causas indígenas morre com Covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques e transferências dos aprovados no terceiro lote nascidos em fevereiro
URGENTE - PRESIDENTE COM COVID-19
URGENTE: Bolsonaro testa positivo para coronavírus
PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem