Menu
SADER_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Construção Civil tem alta de 0,55% em MS; 7º menor no país

4 Ago 2004 - 10h55
O Índice de Mato Grosso do Sul da Construção Civil subiu 0,55% em julho, abaixo da do índice nacional qu teve alta de 0,94%. Mato Grosso do Sul teve a a menor elevação entre os estados da região Centro-Oeste e foi o 7º estado onde os índices menos cresceram.

O custo estadual por metro quadrado foi de 467,41 relativos aos materiais, que tiveram uma pequena alta. Mas, no ano, a consrução civil, em Mato Grosso do Sul, teve um crescimento de 6,50%, sendo o 8º maior índice entre as Unidades da Federação.


As regiões Sul e Centro-Oeste ficaram acima da média nacional, com altasem julho de 1,70% e 1,38%, respectivamente, devido aos reajustes salariais ocorridos no Paraná e no Mato Grosso. Entre os estados, Mato Grosso teve o maior índice também por causa do reajuste salarial das categorias profissionais.

O Índice Nacional da Construção Civil é calculado mensalmente pelo IBGE em convênio com a Caixa Econômica Federal e desde o ano passado é usado pela Caixa para o cálculo dos custos na avaliação de projetos e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para auditorias em obras públicas.
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”
DIDI
Renato Aragão deixa a Globo, após 44 anos
+ 1.200 REAIS
Governo vai aceitar pagar mais duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial