Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Conselho de Segurança da ONU se reúne em Nova York para discutir ataque no Afeganistão

2 Abr 2011 - 09h24Por Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou hoje (1º) que membros do Conselho de Segurança discutiram nesta tarde o ataque ao Centro de Operações da Missão de Assistência da entidade no Afeganistão, no qual morreram pelo menos três pessoas de seu staff. A reunião ocorreu na sede das Nações Unidas, em Nova York.

Em visita oficial a Nairóbi, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou veementemente o ataque, no qual manifestantes entraram na representação oficial da ONU e mataram várias pessoas, inclusive afegãos.

Segundo a BBC Brasil, manifestantes protestavam contra a queima do livro sagrado do Islã, o Alcorão, quando outros manifestantes se aproveitaram da oportunidade para invadir o centro de operações. O livro foi queimado, no dia 20 de março, por um pastor de uma igreja da Filadelfia, nos Estados Unidos. A agência de notícias britânica informa que tem informações de que oito funcionários da ONU morreram no ataque.

De acordo com Dan MacNorton, porta-voz da missão no Afeganistão, o ataque ocorreu na cidade de Mazar-i-Sharif. Ele confirmou que, além dos três funcionários da ONU, morreram quatro soldados nepaleses que trabalhavam no centro de operações como guardas e um número ainda desconhecido de afegãos. Há vários feridos.

“Esse foi um ultrajante e covarde ataque contra o staff da ONU, que não pode ser justificado sob nenhuma circunstância e eu o condeno o mais fortemente que posso”, disse Ban Ki-moon, em Nairóbi.

O secretário-geral também disse que aqueles que foram mortos “eram dedicados à causa da paz no Afeganistão e por uma vida melhor para os afegãos". "Esse bravos homens e mulheres estavam trabalhando dentro da melhor tradição das Nações Unidas e deram suas vidas ao serviço humanitário”, completou Ki-moon. Ele ofereceu suas condolências às famílias e aos amigos daqueles que morreram no ataque.

McNorton disse que o ataque não vai deter o trabalho da missão das Nações Unidas no Afeganistão. “Nós permanecemos comprometidos com o apoio ao povo afegão para garantir que eles tenham uma vida melhor. Nós continuamos comprometidos com a causa da paz”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS