Menu
SADER_FULL
segunda, 1 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Conselho de Ética defende processo contra filha de Roriz

16 Mar 2011 - 11h34Por Folha

Deputados do Conselho de Ética da Câmara defenderam ontem a abertura de processo imediato contra a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), filmada recebendo dinheiro do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa.

A avaliação dos deputados é que, apesar de o vídeo, de 2006, ser anterior ao mandato da deputada, o episódio teve consequência para a sua eleição. Na época, ela era candidata a deputada distrital. Além disso, dizem os parlamentares, o fato só veio a público após ela ser eleita.

Corregedor confirma que abrirá processo contra Jaqueline Roriz
Barbosa autoriza inquérito contra Jaqueline Roriz no Supremo
Jaqueline Roriz admite caixa dois na campanha de 2006
Bancada do DF vai pedir abertura de processo contra Jaqueline
Delator diz que fez outros pagamentos a Jaqueline Roriz
Filha de Roriz aparece em vídeo recebendo dinheiro

"Se tivesse sido antes, ela teria recebido os votos? Creio que não", disse José Carlos Araújo (PDT-BA), que deve ser eleito hoje presidente do conselho.

Até agora, o entendimento era que fatos cometidos antes do mandato não eram alvo de investigação.

"Nesse caso é diferente, observamos um fio de continuidade", disse o deputado Fernando Ferro (PT-PE), que integrará o conselho.

CAIXA DOIS

Outro ponto que pesa para a abertura de processo é o fato de ela ter admitido, em nota divulgada anteontem, que recebeu dinheiro para caixa dois de campanha.

"Ela é ré confessa, admitiu que recebeu dinheiro de origem duvidosa e não declarado. Tudo isso tem que ser apurado", afirmou Abelardo Camarinha (PSB-SP), outro integrante do colegiado.

O conselho será instalado hoje e pelo menos o PSOL já disse que deve apresentar pedido de investigação.

Além disso, o corregedor-geral da Casa, deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), confirmou que vai abrir processo que depois será enviado ao Conselho de Ética.

"São fatos gravíssimos, as imagens falam por si só. Por isso é importante que a Câmara dê uma resposta à sociedade", disse.

CONSELHO

Entre os integrantes do Conselho de Ética, pelo menos três têm problemas com a Justiça, respondendo a inquéritos ou ações penais no Supremo: Vinícius Camarinha (PSB-SP), Marcos Medrado (PDT-BA) e Wladimir Costa (PMDB-BA).

O primeiro se defende dizendo que ainda não tem nenhuma condenação e tudo está sendo gradativamente arquivado a partir da realização dos julgamentos. Os outros dois não foram localizados.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIGOR DA LEI
Cidade vai multar em até R$ 60 mil quem descumprir decreto de combate ao Covid-19
PANDEMIA 100 FIM
Brasil tem 30.484 mortes por Covid-19 em fevereiro, 2º maior número em toda a pandemia
charge_gasolina 100 TRÉGUA
Facada: Petrobras anuncia novo aumento nos preços da gasolina e diesel
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?