Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 6 de dezembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Conab reduz estimativa de safra de cana para 612,2 mi de toneladas

17 Dez 2009 - 05h48Por Folha Online

O excesso de chuvas entre julho e novembro na região centro-sul do Brasil levou a Conab a reduzir nesta quarta-feira suas estimativas para a safra 2009/10 de cana-de-açúcar do país e para a produção de açúcar e álcool.

A previsão do total de cana moída no Brasil em 2009/2010, cuja safra está em fase final de colheita, é de 612,2 milhões de toneladas, redução ante a previsão de setembro de 629 milhões de toneladas. A expectativa é de que cerca de 20 milhões de toneladas de cana ficarão nos campos para o próximo ano.

Na temporada passada, a produção de cana do país somou 571,4 milhões de toneladas, segundo o órgão do governo.

"O excesso de umidade causado pelo grande volume de chuvas (...) interferiu na concentração de sacarose pela planta e prejudicou intensamente a colheita e o rendimento industrial", destacou a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) em relatório. "A ocorrência destes fatos fez com que aumentasse a quantidade de cana madura que deve remanescer no campo para ser moída na próxima safra."

As chuvas reduziram a concentração de sacarose e o rendimento da indústria, o que afeta a produção de açúcar e álcool.

Do total da cana esmagada, 45% foram destinados à produção de açúcar e 55% para o álcool.

A produção total de açúcar do país foi estimada em 34,6 milhões de toneladas, contra 36,7 milhões de toneladas na segunda estimativa e 31,6 milhões de toneladas em 2008/2009.

Do total, o Brasil deve exportar na atual safra entre 23 milhões e 24 milhões de toneladas, contra 20,7 milhões na temporada passada, tendo como principais destinos Índia e Rússia.

A projeção para a produção total de etanol do Brasil em 2009/2010 também foi reduzida, passando de 27,9 bilhões de litros em setembro para 25,9 bilhões na estimativa divulgada nesta quarta-feira. Em 08/09, o Brasil produziu 26,7 bilhões de litros.

Na segunda-feira (14), o Ministério da Agricultura já havia antecipado uma redução nas estimativas para a produção de açúcar e álcool do país, segundo o Departamento de Açúcar e Álcool da pasta.

Centro-Sul

Para a região centro-sul do Brasil, responsável por mais de 90% da produção sucroalcooleira do Brasil, a previsão da Conab, que realizou a terceira estimativa para o setor, é de produção de 548,8 milhões de toneladas de cana, também queda ante setembro, quando a estimativa era de 565,6 milhões de toneladas.

A produção de açúcar do centro-sul em 2009/2010 foi estimada em 30,1 milhões de toneladas, contra 32,2 milhões anteriormente.

A Conab prevê ainda que a produção de álcool do centro-sul na temporada chegará a 23,7 bilhões de litros, queda ante a previsão anterior de 25,7 bilhões de litros.

"A previsão para os próximos meses na região centro-sul indica maior probabilidade das chuvas ocorrerem acima da média, o que deverá atrapalhar o planejamento das unidades que pretendem estender o final da colheita até o início do ano que vem", destacou a Conab.

As estimativas do órgão para açúcar e etanol na região centro-sul do país estão em linha com as da União da Indústria de Cana-de-Açúcar, que neste mês reuduziu sua previsão para a safra para 29 milhões de toneladas e 23,4 bilhões de litros, respectivamente.

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança