Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 8 de maio de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Conab inicia estudo para mensurar perdas na produção de grãos

16 Out 2010 - 05h45Por Agência Brasil

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está iniciando um estudo sobre uma das principais demandas do agronegócio brasileiro: saber quanto de grãos se perdem da colheita até a comercialização final. De acordo com a estatal, o Estudo das Perdas Quantitativas e Qualitativas na Pós-Colheita de Grãos do Programa de Abastecimento Alimentar, como foi chamado, é inédito no país.

“Não há dúvidas quanto à existência de perdas, o problema sempre foi mensurar essas perdas e suas causas”, afirmou à Agência Brasil o coordenador executivo do estudo, Marilson Campos, doutor em engenharia agrícola e gerente de operações da Conab em Goiás. Na safra 2009/2010, o país produziu 149 milhões de toneladas de grãos e, de acordo com a companhia, cada 1% de perda representa prejuízo superior a R$ 500 milhões.

Campos informou que o estudo ainda está na fase de projetos e será feito em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A Conab disponibilizará algumas de suas unidades armazenadoras distribuídas pelo país, além dos produtos necessários e técnicos para a realização de experimentos.

“A expectativa é de que, na próxima colheita, a partir de fevereiro do próximo ano, estejamos com os experimentos de campo. Mas, para chegarmos aos resultados, a expectativa da pesquisa é de no mínimo quatro anos”, disse Campos.

Um dos experimentos que serão feitos consiste em avaliar a qualidade e a quantidade de grãos carregados nos caminhões nas áreas rurais e fazer o mesmo quando o produto chega aos armazéns, observando as perdas em diferentes tipos de estrada e também de condições de transporte. Também serão analisadas as perdas em armazéns de diferentes regiões, com climas diversos.

“Temos climas variados no país, e isso pode influenciar nas perdas, dependendo da região”, afirmou Campos. Segundo ele, uma norma estabelece um mesmo índice de perda aceitável para todo o país, mas é possível que a pesquisa mostre a necessidade de que o índice seja regionalizado, pois existe carência de trabalhos técnicos na área.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo