Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Começa hoje o recadastramento da rede de armazenagem do MS

9 Ago 2010 - 15h58Por Notícias.ms

A superintendência da Conab de Mato Grosso do Sul inicia hoje (9) o recadastramento de toda rede de armazenagem do Estado terminando dia 10 de setembro. Esse prazo de 30 dias poderá ser prorrogado caso houver necessidade.

O trabalho tem com o objetivo principal fazer uma varredura completa no sistema de armazenagem e identificar as alterações nas áreas de processamento e armazenamento em Mato Grosso do Sul. No último levantamento feito no ano de 2003, a capacidade armazenadora era de 6 milhões e 400 mil toneladas, totalizando 711 armazéns, entre unidades convencionais e a granel.

Segundo o superintendente Regional da Conab em Mato Grosso do Sul, Alfredo Sérgio Rios, esse levantamento é primordial para se ter um número exato de oferta em armazenamento em todo o País. ”Através do conhecimento dos números exatos dos locais de armazenamentos de grãos, a cadeia produtiva pode maximizar suas operações e o governo tanto federal quanto estadual pode utilizar os dados obtidos no recadastramento como ferramenta de fundamental importância para planejar ações de políticas públicas e suprir as deficiências da cadeia produtiva”, ressalta Sérgio Rios.

Cinco equipes com dois técnicos cada visitarão os 78 municípios do Estado. A novidade deste recadastramento fica por conta da transferência on-line dos dados com todas as informações técnicas dos locais. Oito técnicos de fora do Estado e dois de Campo Grande participam hoje à tarde e amanhã pela manhã de treinamento específico com equipe técnica de Brasília. Sérgio lembra ainda a importância em facilitar o acesso dos pesquisadores, que estarão devidamente identificados, com carros, uniformes e documentos.

As unidades armazenadoras identificadas para grãos e fibras serão cadastradas através de um boletim com código do cadastramento do armazém (CDA), nas modalidades convencional, granelizada e unidades emergenciais. Essas informações irão atualizar os dados existentes como por exemplo, se houve alguma mudança no nome do proprietário ou no tamanho do armazém, com latitudes e longitudes exatas. Os dados estarão no site da Conab através do Sistema de Cadastro Nacional de Unidades Armazenadoras (Sicarm).

Sicarm

Sistema de Cadastro Nacional de Unidades Armazenadoras (Sicarm) é um aplicativo desenvolvido pela Conab que provê o cadastro e acompanhamento de unidades armazenadoras junto à companhia, contemplando todo o seu ciclo de vida: cadastro, impedimento, credenciamento e descredenciamento de armazéns, cadastro de contrato, termo aditivo, termo de rescisão, impedimentos, descredenciamentos e recredenciamentos de agentes, registro de perdas de estoque e informações relativas às ofertas de armazenagem existentes nas diversas regiões do País.

O Sicram é integrado ao Sistema de Cadastro de Fornecedores (Sicar), correspondente a um dos sistemas estruturantes do governo federal, assim como ao Sistema de Cadastro de Inadimplentes da Conab (Sircoi).

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEMORIAL
Os brasileiros que perderam a vida na Pandemia do Coronavírus
BRASIL - 28.872 MORTES COVID-19
Brasil confirma 500 mil casos de Covid-19 menos de 100 dias do 1º anuncio
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Mães menores de idade podem pedir auxílio emergencial, veja como
BONITO - MS - RESERVAS ANTECIPADAS
Em Bonito (MS), mergulho com cilindro no Rio Formoso, reserva antecipada até 50% de desconto, VEJA
600TÃO NA CONTA
Aniversariantes de janeiro podem transferir e sacar 2ª parcela dos R$ 600 neste sábado
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes