Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 21 de maio de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Brasil

Com instituições aparelhadas, redução de crimes é meta do MS

23 Fev 2011 - 06h15Por MS Notícias

O governador André Puccinelli apontou a eficiência do trabalho especializado da Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe) como um dos resultados concretos da prioridade que deu à segurança durante sua primeira administração. Somado a investimentos em pessoal, viaturas, armas e equipamentos, André atribuiu a melhoria da qualidade no enfrentamento ao crime à consciência da responsabilidade que os órgãos da segurança pública têm perante a sociedade. Novos investimentos ainda vão acontecer, e um projeto de redução criminal baseado em metas será colocado em prática

Durante a inauguração da nova sede da Companhia, falando aos dirigentes e a integrantes das diversas áreas operacionais da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, o governador reiterou a necessidade de manter as ações do setor como uma política prioritária.

“Sejam os bombeiros, os policiais militares, os agentes penitenciários, enfim, todos os que compõem esta secretaria, estejam todos no efetivo trabalho de companheiros, como verdadeiros cidadãos conscientes da responsabilidade que lhes foi outorgada pela população. Todos que aqui estamos temos a missão de continuar a servir cada vez mais o cidadão de Mato Grosso do Sul. O sucesso de vocês é o sucesso do governo, e o sucesso de vocês e do governo é o agrado da população pelo nosso trabalho”, afirmou.

Desde 2007, a Cigcoe, uma unidade altamente especializada da PM de Mato Grosso do Sul, atuou com sucesso em situações que exigiram o desempenho de policiais com treinamento diferenciado. “Todas as vezes que tivemos que utilizar a Cigcoe, eles atuaram a contento, sem vítimas, sem problemas maiores. No nosso governo, a segurança pública, como a educação e a saúde foi escolhida para ser prioridade”, afirmou Puccinelli, citando investimentos como a incorporação de aproximadamente 2.700 agentes de segurança nas polícias, bombeiros, perícia, e sistema penitenciário.

Armamentos, equipamentos e investimento em prédios das unidades também fizeram parte do conjunto de investimentos, para atender a prioridade que foi transmitida ao governo pela população. “Dando condições de mais recursos humanos e instrumentais, queremos ter uma segurança cada vez mais evoluída e que nos traga não só a sensação de segurança, mas uma segurança efetiva, conseguida pela redução dos crimes, com metas, pela nossa própria atuação”, disse André.

Este ano, o governo deve ainda incorporar um grupo grande de novos profissionais que estão sendo preparados para integrar as fileiras da segurança. Na PM, há 454 alunos-soldados sendo treinados no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças. Outros 157 aprovados em concurso da Polícia Civil estão cursando a Academia. O centro que forma novos bombeiros coloca também este ano a serviço da população em torno de 95 soldados e cinco oficiais.

Metas

Com toda a reestruturação já promovida e a manutenção de investimentos, o governo pretende agora incrementar um projeto de resultados. O secretário Wantuir Jacini anunciou para esta segunda gestão, de 2011 a 2014, a adoção de um plano de redução da criminalidade com base no estabelecimento de metas. “Vamos trabalhar com metas baseadas nas estatísticas de 2008 a 2010, com responsabilidade compartilhada territorial entre os chefes de cada instituição, e com a avaliação das organizações e seus dirigentes”, explicou.

O secretário avalia que o cenário de falta de efetivo, viaturas, e material encontrado pela equipe ao assumir o governo em 2007 atrasou o andamento da gestão que a administração André Puccinelli gostaria de implantar. Para corrigir gradativamente essa deficiência, foram investidos em torno de R$ 100 milhões nos primeiros quatro anos. Com melhoria estrutural, as metas redutivas terão foco especialmente nos tipos de crime que mais preocupam a sociedade, entre eles homicídio, tráfico de drogas, e crimes contra o patrimônio. “São aquelas ocorrências que mais fazem com que o cidadão reclame por segurança. Mas também estaremos estabelecendo metas para todos os mais de 360 tipos de crimes existentes no código penal”, finalizou o secretário de segurança pública.
 

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

Xadrez MS
Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal
Saúde Delicada
O Ator Tony Ramos passa por cirurgia de emergência na cabeça para tratar sangramento cerebral no RJ
Ajude o RS
Culturamense registra a devastação de Lageado durante entrega de 21 toneladas de donativos
Fotos: Saul Schramm BOMBEIROS DE MS EM AÇÃO NO PANTANAL
Para combater incêndios florestais no Pantanal, Governo de MS instala bases dos bombeiros em 13 área
SOLIDARIEDADE AO RIO GRANDE DO SUL
De Fátima do Sul e Culturama: Carreta com 17 toneladas de donativos chega a Roca Sales, RS

Mais Lidas

Fotos - João Paulo SerafimEMPREGOS NO MS
Fecularia Eldorado é inaugurada, vai gerar 330 empregos e consolidar industrialização da mandioca
Foto: reprodução internetNOVA FRENTE FRIA
Nova frente fria derruba temperaturas em MS; confira a previsão
Mulher pode ter matado filho na capital paraguaia / Reprodução ABC ColorTRAGÉDIA FAMILIAR
Mãe mata filho de 05 anos enforcado e é achada morta
TRAGÉDIA
Radialista morre após capotamento em rodovia em Mato Grosso do Sul
EXPORAMA 2024EXPORAMA 2024 - VEJA PROGRAMAÇÃO
Com Laço, Rodeio, Shows e entrada franca, prefeita anuncia programação do aniversário de CULTURAMA