Menu
SADER_FULL
sábado, 13 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Com forte fluxo de entrada, dólar cai 1,40%, para R$ 1,757

23 Dez 2009 - 16h20Por Folha Online

Mesmo com a variação fraca nas Bolsas de Valores de Brasil e Estados Unidos, o mercado doméstico de câmbio teve forte movimentação nesta quarta-feira e deixou o patamar de R$ 1,78 em que estava operando nos últimos dias.

Segundo o diretor da Corretora Vision Mauro Araújo, houve um forte fluxo de entrada de divisas à tarde, o que provocou uma queda acentuada na cotação da moeda norte-americana hoje.

Dessa forma, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,757, em baixa de 1,40%, nas últimas operações registradas hoje, na mínima do dia. Os preços da moeda americana chegaram à máxima de R$ 1,784. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 1,860, queda de 1,58%.

"Ninguém estava contando com isso [grande fluxo de entrada]. Nos últimos dias, houve bastante saída, não teve uma procura tão grande", disse Araújo.

Ao contrário do mercado de câmbio, as Bolsas operam hoje com variações pequenas, oscilando em decorrência do dado negativo sobre as vendas de casas novas nos Estados Unidos. Ainda operando, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) tem alta de 0,22%, aos 67.565 pontos. O giro financeiro é de R$ 3,57 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York sobe 0,08%.

As Bolsas de Valores começaram o dia em alta, animadas por um aumento nos gastos dos consumidores nos EUA, mas passaram para o terreno negativo depois que o Departamento do Comércio anunciou que as vendas de novas casas despencaram 11,3% em novembro, para o menor nível desde março.

A queda foi desapontadora por duas razões: os economistas haviam previsto um aumento; e os dados vieram um dia após as Bolsas subirem em razão de um dado positivo a respeito das vendas de casas usadas nos EUA.

Antes do anúncio, o Departamento do Comércio anunciou que a renda pessoal aumentou no maior ritmo em quatro meses, permitindo que os consumidores aumentassem seus gastos pelo segundo mês consecutivo.

Além disso, o Departamento de Energia divulgou uma queda bem maior que a prevista nos estoques de petróleo nos EUA na última semana, fazendo com que o preço da commodity suba. A alta pode ser uma contribuição positiva para que a Bovespa consiga se sustentar no terreno positivo.

Por aqui, o IBGE divulgou que o IPCA-15, prévia da inflação oficial, registrou alta de 0,38% em dezembro, fechando o ano em 4,18%, abaixo dos 6,10% observados em 2008.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas