Menu
SADER_FULL
terça, 25 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Colômbia diz que membros das Farc estão na Venezuela

27 Nov 2009 - 17h45Por Terra
Um dirigente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e três do Exército de Libertação Nacional (ELN) estão refugiados na Venezuela, disse na sexta-feira o ministro colombiano da Defesa Gabriel Silva.

De acordo com Silva, um dos guerrilheiros refugiados na Venezuela é Iván Márquez, um dos sete integrantes do secretariado (direção político-militar) das Farc. Outros líderes de frentes militares guerrilheiras colombianas também estariam no país vizinho.

Márquez apareceu há mais de dois anos em Caracas com o presidente Hugo Chávez e a senadora colombiana Piedad Córdoba, antes que as Farc libertassem alguns de seus reféns sequestradas por motivos políticos.

O ministro acrescentou que "três dos cinco principais líderes do ELN (...) recentemente foragidos estão escondidos na Venezuela". "Não é novidade (...) que a linha de fronteira com a Venezuela se tornou um muro infranqueável à Justiça", declarou o ministro à rádio Caracol.

Em fevereiro, o presidente colombiano Álvaro Uribe disse que comandantes de grupos guerrilheiros colombianos se refugiavam em países vizinhos, mas não citou nomes.

Em março de 2008, o dirigente das Farc Raúl Reyes morreu num bombardeio colombiano em uma região do Equador, no que gerou uma prolongada crise diplomática entre esses dois países.

O atual atrito entre Colômbia e Venezuela deriva das queixas de Caracas contra um acordo que autoriza o uso de bases militares colombianas por forças dos Estados Unidos. Por causa disso, Chávez chegou a pedir aos seus soldados que se preparem para uma guerra.

Silva disse, no entanto, que Bogotá não contempla uma agressão militar ao país vizinho.

"Jamais temos de usar a palavra guerra, incidente, conflito, confronto com o povo da Venezuela nem com nenhum povo da região, isso está proscrito da nossa linguagem e sobretudo do nosso ânimo, da nossa alma", afirmou em uma entrevista coletiva.

"Por isso a obrigação número 1 do ministro da Defesa é fazer de tudo (...) para evitar um conflito ou guerra, naturalmente a segunda obrigação de um ministro da Defesa é preparar-se para ela".

 

Leia Também

SEU DINHEIRO
Qualquer cidadão pode consultar se tem valores a receber de instituições financeiras; saiba como
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Mãe vê partes íntimas vermelha, pergunta e filha de 2 anos aponta paro o tio
ACASALAMENTO DE COBRAS
Casal sucuri acasalando em rio assusta e impressiona turistas; veja vídeo
MEIO AMBIENTE
O número médio anual de relâmpagos do país aumentará para 100 milhões
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, Brasil registrou mais 135.080 casos e 296 mortes por covid-19
Fábrica de placas solares  ENERGIA SOLAR
Brasil atinge 1 milhão de consumidores com geração própria de energia solar
BRASIL 622.205 MORTES
Com recorde de 204.854 novos casos, Brasil registra 350 óbitos em 24 horas
ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS