Menu
SADER_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Coca-Cola é marca mais valiosa do mundo pelo 11º ano seguido

17 Set 2010 - 07h56Por G1

A Coca-Cola voltou a liderar, pelo 11º ano consecutivo, o ranking das marcas globais mais valiosas, segundo levantamento da consultoria Interbrand. A marca da fabricante de bebidas foi avaliada em US$ 70,4 bilhões – quase US$ 6 bilhões a mais que a IBM, segunda colocada no ranking, mesma posição do rankin g de 2009. Nenhuma marca brasileira aparece entre as cem mais valiosas.

O setor de tecnologia se destaca entre as marcas mais valiosas, ocupando seis das dez primeiras posições. Além da IBM, Microsoft também manteve sua posição no ranking, no terceiro lugar, com a marca avaliada em US$ 60,9 bilhões. Google passou da 7ª para a 4ª posição, com US$ 43,6 bilhões. Aparecem ainda, entre as dez primeiras, Intel (7º lugar, US$ 32 bilhões), Nokia (8º lugar, 29,5 bilhões) e HP (10º, US$ 26,9 bilhões).

Em 17º lugar, a Apple se destacou por ter a maior elevação do valor de sua marca na comparação entre os rankings de 2009 e 2010, de 37º, alcançando US$ 21,1 bilhões este ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo
VITIMAS DA COVID 19
Mãe, avó e irmão de jovem morrem por covid-19: 'essa doença é horrível'
COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'