Menu
SADER_FULL
domingo, 26 de setembro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

CMN dá mais prazo para bancos se enquadrarem em regra de poupança

26 Nov 2009 - 17h59Por Terra
Os bancos que incorporarem outras instituições financeiras terão mais flexibilidade para se enquadrar nos limites de captação de depósito da caderneta de poupança. O Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu um prazo de 80 meses para as instituições se adaptarem ao limite máximo de 10%.

 

Segundo a chefe-adjunta do Departamento de Normas do Sistema Financeiro do Banco Central, Silvia Marques, a mudança não afetará os correntistas que aplicam na poupança. Apenas trará mais flexibilidade para os bancos que usam recursos da poupança para financiar linhas de crédito no setor imobiliário e no setor rural.

Atualmente, os bancos podem destinar os depósitos dos correntistas na caderneta de poupança para duas finalidades: o crédito imobiliário e o crédito rural. De acordo com o Banco Central, 17 bancos dez privados e sete públicos usam a poupança para financiar o crédito habitacional e cinco bancos financiam o crédito rural.

Em março de 2008, o CMN autorizou um banco que opera a poupança numa determinada finalidade a destinar até 10% dos depósitos dos correntistas na caderneta para outra modalidade. Dessa forma, um banco que opera no setor imobiliário pode usar 10% dos recursos totais da poupança (habitacional e rural) para financiar linhas de crédito rural e vice-versa

Ao incorporar outra instituição, no entanto, o limite pode ser extrapolado. "Num processo de incorporação, a instituição financeira herda uma carteira de crédito pesada. Muitas vezes, o limite de 10% pode ser ultrapassado ao somarem as carteiras. Agora estamos dando 80 meses para que a transição seja feita", explicou Silvia.

A medida beneficia o Banco do Brasil, que destina os depósitos de poupança para operações de crédito rural. No final do ano passado, a instituição adquiriu a Nossa Caixa, que capta os recursos da poupança para a habitação.

A chefe-adjunta do Banco Central, no entanto, acrescentou que a medida beneficiará todas as futuras incorporações. "Se um banco incorpora outro banco com carteira diferente da dele, existe a possibilidade de ultrapassar esse limite", afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"