Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Clima é tenso na eleição de diretoria do Sindmassa de MS

17 Jan 2011 - 12h45Por Fátima News

O clima é tenso nessas primeiras horas de eleição da nova diretoria do Sindmassa/MS (Sindicato Intermunicipal dos Empregados Vinculados nas Indústrias de Fabricação de Massas Alimentícias, Biscoitos, Macarrão, Panificação, Confeitaria, Laticínios, Frigoríficos Abatedores de Bovinos, Suínos, Levinos, Aves, Carnes e Produtos Derivados do Estado de MS). Três chapas buscam os votos de trabalhadores em vários Estados onde estão ocorrendo simultaneamente as eleições nesta segunda e terça-feira. Trabalhadores das chapas de oposição à situação denunciam truculência por parte da atual diretoria que teria trazido mais de 80 “seguranças” de São Paulo para intimidar os concorrentes.

A diretoria da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Mato Grosso do Sul – FTIAA/MS está acompanhando o processo eleitoral para garantir lisura e democracia na escolha dos novos diretores sindicais.

O presidente da federação, Vilson Gimenes Gregório está em Itaquirai onde foram instaladas urnas para o voto dos trabalhadores. “É preciso transparência nesse processo eleitoral. O direito dos trabalhadores de eleger seus dirigentes, tem que ser garantido a qualquer custo, sem truculência”, afirmou o sindicalista.

Membros a CUT também acompanham o processo eleitoral no Estado. Alexandre Costa, diretor da entidade também está em Itaquiraí e diretores da central estão também em Campo Grande, Porto Murtinho, Dourados, Três Lagoas e em outros municípios do Estado onde ocorre o processo eleitoral.

Reginaldo Rodrigues da Silva encabeça a direção da chapa 3, “Chapa dos Trabalhadores”, ao lado de outras lideranças como Diego Cardoso Roberto e Milton Rocha Filho. Reginaldo critica a truculência da atual diretoria do Sindmassa que estaria intimidando os trabalhadores contrários à sua permanência na direção da entidade.

Reginaldo Rodrigues teve que recorrer na justiça o direito de concorrer à eleição. Isso porque, segundo ele, a atual diretoria teria alterado estatuto e tomado algumas medidas ilícitas para impedir o registro de outras chapas nesse processo eleitoral de dois dias para escolha da nova diretoria da entidade. “Tivemos que recorrer à justiça para registrarmos nossa chapa. Isso porque a atual diretoria do sindicato não queria lisura e transparência no processo”, criticou o candidato.

Vilson Gimenes confirmou a decisão da justiça de Mato Grosso do Sul de autorizar Reginaldo Rodrigues a entrar na disputa pela direção do Sindmassa. “Essa escolha tem que ocorrer numa disputa democrática onde a vontade do trabalhador seja prevalescida diante das propostas de cada chapa concorrente”, comentou o sindicalista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS