Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 4 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
SAFRINHA

Chuvas vão barrar recorde na produção de milho em MS

As águas de março também devem impedir novo recorde na produção de milho safrinha em Mato Grosso do Sul.

22 Mar 2011 - 06h48Por Correio do Estado

As águas de março também devem impedir novo recorde na produção de milho safrinha em Mato Grosso do Sul. Com o fim do prazo do plantio, no dia 20 deste mês, dado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), produtores rurais, especialistas e o Governo estadual admitem que a segunda safra do grão não deverá atingir os 933,8 mil hectares, com produção de 3,5 milhões de toneladas, previstos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de milho safrinha do País, só atrás do Mato Grosso (7,3m ilhões de t) e Paraná (6,8 milhões de t). As chuvas já causaram o atraso e a quebra da safra de soja, que também seria a maior da história com os 5,687 milhões de toneladas, causando prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 bilhão aos agricultores. O atraso na colheita da oleaginosa comprometeu o cultivo do milho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Filho de fazendeiro reclama de dor anal e mãe descobre estupro cometido por funcionário
BOA NOTICIA
Governo zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha
RIGOR DA LEI
Cidade vai multar em até R$ 60 mil quem descumprir decreto de combate ao Covid-19