Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
Brasil

Chuvas estão sendo proveitosas para a reprodução natural

27 Jan 2010 - 15h52Por Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

Enquanto as chuvas que caem no Estado prejudicam as famílias ribeirinhas e os acessos na zona rural, pelo menos para a natureza a precipitação pluviométrica está sendo útil.

A época da cheia favorece a reprodução dos peixes e garante alimentação e refúgio à fauna aquática. É o que diz a gerente de Recursos Pesqueiros e Fauna do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Francisca Albuquerque.
 
Segundo ela, apenas daqui a dois anos poderá ser percebido se a cheia deste ano ocasionará um aumento dos recursos pesqueiros, já que as estatísticas levam em conta o ciclo de reprodução das espécies, respeitando o tempo necessário para que os peixes alcancem tamanhos determinados para reproduzirem-se.

Francisca explica também que o Imasul, através de seus escritórios em várias cidades do interior, como Três Lagoas, Corumbá, Aquidauana, Miranda, entre outras, e sua sede, em Campo Grande, acompanham periodicamente a migração dos peixes, garantindo o pleno cumprimento do ciclo de reprodução e repovoamentos dos rios sem intervenções humanas.

“Além disso, mantemos comunicação frequente com a Polícia Militar Ambiental e pescadores profissionais em todo o Estado”, relata Francisca.

“No ano passado, por exemplo, tivemos de prorrogar a piracema por 15 dias, pois nossas equipes constataram que havia espécies que não tinham se reproduzido no último mês da piracema, como o pintado, que é a última espécie a se reproduzir”, revela Francisca.

Para os pescadores amadores e profissionais, a decisão pode não ter sido muito agradável, mas a mudança na data de liberação da pesca garantiu a reprodução natural da espécie na bacia pantaneira.

Pesque e solte
A partir de 1º de fevereiro fica permitida a pesca na modalidade “pesque e solte”, ou pesca esportiva, somente no rio Paraguai e com petrechos permitidos.

É obrigatório, porém, que o pescador amador tenha em mãos a licença de pesca e a carteira de identidade. A licença pode ser adquirida em agências do Banco do Brasil ou pela internet, no endereço www.imasul.ms.gov.br/lic_pesca.php

 

Desde o início de novembro de 2009, a pesca está proibida em todos os rios do Estado e a proibição continua até o dia 28 de fevereiro de 2010. Há exceções para o rio Paraná, onde é permitida a captura de espécies exóticas, como porquinho, corvina, tilápia, tucunaré, etc. A pesca amadora só será liberada nos rios do Estado em sua totalidade a partir de 1º de março. A Polícia Militar Ambiental lembra que os infratores estão sujeitos à multa, apreensão de equipamento, (inclusive veículos e embarcações) e até prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América