Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Chuva em Brasilândia somou 250 milímetros em 50 minutos

9 Dez 2006 - 09h45
O temporal de 50 minutos que atingiu o município de Brasilândia nesta sexta-feira (8 de dezembro) somou 250 milímetros de chuva, conforme informações da Polícia Militar local, levando a ocorrência de enchentes e à destruição de parte do patrimônio público, incluindo uma ponte. A prefeitura já apura os danos causados, para que seja decretada situação de emergência no município. Uma pessoa morreu durante a forte chuva de hoje.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Brasilândia, crianças matriculadas na creche Santa Anastácia tiveram de ser resgatadas com cordas e o apoio de um ônibus do Departamento Municipal de Estradas de Rodagem. Pela cidade, moradores de vários bairros se esforçaram para salvar móveis, danificados pela força das águas. No bairro João de Abreu, algumas famílias tiveram de ser transferidas para o Centro de Convivência Isabel Cenadense de Oliveira (bairro João Paulo da Silva, na MS-395) após ficarem desabrigadas.

O córrego Aviação transbordou, causando transtornos no trânsito. Perto dali, o caminhão Mercedes Benz 1113 (placas CVN-7718, de Guararapes/SP), carregado de bebidas, desceu a avenida e atingiu o ciclista José Valentim, funcionário público do município. O veículo só parou após atingir a mureta de uma residência próxima.
 
 
 
 
Portal do MS

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS