Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de junho de 2021
Busca
DEODÁPOLIS

Chuva causa estragos em estradas de Deodápolis

8 Dez 2009 - 08h02Por Wilson Amaral / Fátima News

O prefeito de Deodápolis Manoel Martins (PSDB) determinou à Secretaria de Obras que faça reparos urgentes para que o tráfego no município volte a fluir normalmente em razão das fortes chuvas que vem caindo em todo o Estado e, principalmente na região, causando grandes estragos.

O prefeito já havia determinado anteriormente e providenciado a operação tapa buracos e recuperação de todas as ruas, avenidas e estradas vicinais do município, já preparando a cidade para a passagem de fim de ano, mas, na madrugada de segunda-feira, mais uma forte chuva deixou diversos estragos na área rural.

Na 16ª linha com a chuva forte e o volume de água grande nos córregos causou estragos que danificaram duas pontes, uma na parte nascente e a outra na parte poente da linha.

Segundo o engenheiro Agrônomo da prefeitura Carlos Antonio da Silva o problema que vem causando destruição dos pés das pontes é o alto volume de águas que correm dos campos de produtores rurais, que na maioria não fazem curvas de níveis em seus terrenos e a enxurrada desce rapidamente para os córregos e vai destruindo tudo que encontra pela frente.

Segundo o tenente Max da Defesa Civil que acompanhou a visita, também verificou a falta de caixas de contenção de águas e, em conversa com o prefeito e a Secretaria de Obras, tomou conhecimento das dificuldades que o órgão vem enfrentando para construir essas caixas, uma vez que produtores não autorizam abrir as cercas de suas áreas para essa finalidade.

O prefeito Manezinho sempre tem atendido os produtores rurais do município, mas segundo o diretor de obras, quando a equipe da secretaria de obras vai fazer um levantamento de estrada e desvio de águas e caixas de contenção das mesmas, os funcionários encontram barreiras dos próprios sitiantes que não querem cortar a cerca e não autorizam as caixas de contenção em suas propriedades.

Ele explica que as águas correm desordenadamente para os córregos e num futuro próximo vai assoreando o leito, entupindo as minas e matando o córrego. Segundo ele, por determinação do próprio prefeito, estão recuperando a mata ciliar de diversos córregos com plantação e doação de mudas nativas para conter erosões e voçorocas e já existe um trabalho sendo realizado na 9º linha.

O tenente Max Tosta da Defesa Civil relatou que vai elaborar um relatório no intuito de decretar situação de emergência no município em razão de um conjunto de medidas ao leito do córrego da 16ª linha estar sendo assoreado e a existência de uma voçoroca que está praticamente a 110 metros do perímetro urbano e comprometendo o distrito de presidente Castelo.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado