Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Chega a 12 o número de farmácias fechadas pela Anvisa em Dourados

3 Fev 2011 - 18h02Por Dourados Agora

Já chega a 12 o número de farmácias fechadas em Dourados na Operação "Erva Daninha", da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, Conselho Regional de Farmácia em Mato Grosso do Sul – CRF/MS, vigilâncias sanitárias estadual e municipal e Polícia Federal.

A operação que têve início na quarta-feira prossegue até nesta sexta-feira. Somente na tarde de quarta-feira nove farmácias foram interditadas e foi efetuada uma detenção.

A maioria das interdições foi motivada pela ausência de autorização de funcionamento pela Anvisa, pelo comércio de produtos contrabandeados, produtos hospitalares proibidos em farmácias, embalagens violadas e fracionadas de forma irregular e produtos controlados (tarja preta) sendo comercializados sem a presença do farmacêutico no estabelecimento, configurando tráfico ilícito de drogas.

Dourados conta atualmente com 98 estabelecimentos farmacêuticos. Destes 53, o que corresponde a 49%, estão regulares, 25 (25%) farmácias estão irregulares pela falta de certidão de regularidades, 12 (12%) estão irregulares por não apresentar farmacêutico habilitado e outros oito estabelecimentos estão clandestinos, ou seja, sem registro no CRF/MS e sem farmacêutico responsável.

A iniciativa da operação “Erva Daninha”, que teve inicio em uma primeira operação em outubro de 2010 em Campo Grande e agora em Dourados, foi da Anvisa, que requisitou o apoio logístico (veículos e fiscais) do CRF/MS e colaboração das vigilâncias sanitárias.

Como parte da operação, no dia 04 (sexta-feira), das 8h30 às 12h30, no salão de Eventos Unigran, o CRF/MS realiza ainda a palestra “Combate aos Produtos Clandestinos”. Já no período da tarde, o presidente do Conselho, Ronaldo Abrão participa de uma mesa redonda, na Associação Comercial de Dourados, às 15h onde estarão convidados representantes do setor farmacêutico, empresários, candidatos a prefeito de Dourados, imprensa e outros.

Para apresentar o resultado final da operação, com todos os detalhes, o presidente do CRF/MS, Abrão atenderá a imprensa após a mesa redonda, acompanhado de representantes da Anvisa e dos demais órgãos envolvidos na operação.

 

Erva Daninha

A operação “Erva Daninha”, foi realizada o ano passado, na Capital, entre os dias 28 e 29 de setembro. Foram fiscalizadas farmácias de diversos bairros da capital, como Zé Pereira, Panamá, Planalto, Nova Lima, Amambaí e centro, entre outros bairros da cidade.

Ao todo, mais de 20 farmácias foram fiscalizadas, sendo que, destas, 11 apresentaram irregularidades, que variavam entre falta de registro no CRF, ausência de farmacêutico responsável, venda de medicamento contrabandeado, vencido ou adulterado, venda de medicamento controlado sem retenção de receita ou com receita adulterada ou falsificada, aplicação de injetáveis sem receita, venda de medicamentos sem registro e até comercialização de medicamentos de uso restrito hospitalar, entre uma diversidade de irregularidades que colocam em risco a saúde da população.

Um dos casos mais graves ocorreu com a descoberta de uma fábrica de medicamentos, um chá conhecido como “Raizada do Pantanal”, fabricado em local clandestino, sem qualquer condição de higiene, péssimas condições de manipulação e armazenamento e sem qualquer registro para o funcionamento da fábrica e para a confecção deste tipo de produto.

Apenas essa etapa da fiscalização resultou na apreensão de quase uma tonelada de produto irregular, a interdição do local e a prisão em flagrante do proprietário da fábrica

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS