Menu
SADER_FULL
terça, 21 de setembro de 2021
Busca
AUMENTO

Cesta básica sobe mais de 10% em 2010 em 14 capitais

12 Jan 2011 - 06h16Por G1

A cesta básica aumentou mais de 10% em 2010 em 14 das 17 regiões pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), segundo levantamento divulgado nesta terça-feira.

As maiores elevações foram observadas em Goiânia (22,90%), Recife (19,96%), Natal (18,14%), Manaus (16,73%), Fortaleza (16,21%) e São Paulo (16,20%). Aracaju (3,96%), Brasília (5,15%) e Porto Alegre (6,13%) foram as localidades com as menores variações acumuladas.

Os produtos que registraram alta mais expressiva foram carne bovina, leite, feijão e açúcar.

O comportamento dos alimentos básicos em 2010 foi oposto ao apurado em 2009 quando, no final do ano, 16 das 17 cidades acompanhadas apresentavam recuo nos preços dos gêneros de primeira necessidade.

No mês de dezembro, em oito capitais, os produtos básicos tiveram queda enquanto nas outras nove cidades o preço da cesta aumentou. Natal, com alta de 6,78% e Curitiba, onde o aumento foi de 2,05%, apresentaram as maiores variações. Já as baixas mais significativas ocorreram em Salvador (-4,24%) e Aracaju (-2,17%).

Em dezembro, São Paulo continuou a ser a capital onde o custo da cesta foi mais elevado, atingindo R$ 265,15, ainda que tenha subido apenas 0,20% em relação a novembro. Com alta de 0,95%, Porto Alegre registrou o segundo maior custo (R$ 252,15), com valor muito próximo do registrado em Manaus (R$ 252,06). O preço da cesta básica ficou abaixo de R$ 200 apenas em Aracaju (R$ 175,88) e João Pessoa (R$ 194,24).

O que ficou mais caro

Em 2010, quatro produtos tiveram alta expressiva em todas as 17 capitais: carne bovina, leite, feijão e açúcar.

Dez das 17 capitais pesquisadas registraram alta anual no preço do feijão superior a 50%. As variações mais significativas ocorreram em Goiânia (99,04%), Recife (97,84%), Belém (90,00%) e Natal (81,10%). Segundo o Dieese, Os dados de 2010 foram elevados devido à redução nos preços no ano anterior, quando houve uma grande safra.

Já o preço da carne bovina subiu mais de 20% em 14 localidades, com destaque para Goiânia (44,65%), Rio de Janeiro (39,00%), Fortaleza (36,94%) e São Paulo (35,32%). A menor elevação ocorreu em Aracaju (6,73%). O aumento da demanda internacional – em especial, da China – e a seca ocorrida em meados do ano que prejudicou as pastagens foram os principais fatores para a alta.

A seca prolongada também justificou a alta verificada no leite, em 2010, que chegou a 25,11%, em Florianópolis; 25,10%, em Goiânia; 22,83%, em Salvador e 20,93%, em Curitiba.

O açúcar subiu mais de 20% em nove capitais, puxado pelo forte consumo e quebra de safra em países produtores como a Índia. As maiores altas foram registradas em Goiânia (31,51%), João Pessoa (29,87%) e Belém (24,66%).

Segundo a pesquisa, apenas dois produtos tiveram queda nos preços durante o ano de 2010: batata, que é acompanhada em nove cidades do Centro-Sul do país e teve recuo em oito e tomate, com preço em queda em 13 locais.

A batata teve retrações mais significativas no Rio de Janeiro (-38,97%) e Belo Horizonte (-37,89%). No caso do tomate, as principais quedas foram em em Brasília (-36,99%) e Belo Horizonte (-34,91%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche