Menu
SADER_FULL
domingo, 26 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Cesta básica fica mais barata em 12 capitais em maio, diz Dieese

8 Jun 2010 - 07h12Por G1

A cesta básica ficou mais barata em maio em 12 das 17 capitais analisadas pelo Departamento
Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgada nesta segunda-feira (7).

De acordo com o Dieese, foi a primeira vez no ano que houve redução de preço na maioria das capitais.

A redução nos preços do tomate, que vinha subindo desde o começo do ano, foi apontada pelo Dieese como a principal causa para os preços menores. Ja o preço do feijão subiu em todas as cidades pesquisadas.

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica, que mede a variação nos preços dos alimentos essenciais ao consumidor, apontou deflação mais forte nas seguintes localidades: Rio de Janeiro (-5,04%), Porto Alegre (-4,41%), Belém (-2,33%) e Curitiba (-2,19%).

Além disso, houve redução de preços ainda nas cidades de São Paulo (-1,94%), Brasília (-1,90%), João Pessoa (-1,83%), Salvador (-1,74%), Natal (-1,64%), Florianópolis (1,58%), Fortaleza (0,79%) e Vitória (0,50%).

"A forte retração ocorrida em Porto Alegre, bem maior que a apurada em São Paulo
fez com que as duas capitais registrassem, em maio, valores bastante próximos
para os gêneros básicos, com R$ 256,86, na capital gaúcha e R$ 256,31, na paulista", disse o Dieese em comunicado.

Em cinco cidades, os preços tiveram aumento: Manaus (3,26%), Goiânia (2,72%), Aracaju
(1,15%), Recife (1,10%) e Belo Horizonte (0,59%).

Ano de inflação
Nos cinco primeiros meses de 2010, no entanto, todas as 17 capitais acumulam alta na cesta básica.

Os maiores aumentos nesse período de comparação ocorreram nas capitais do nordeste, segundo o Dieese: Recife (26,58%), Salvador (18,03%), Natal (18,02%) e João Pessoa
(17,27%) e em Manaus (15,49%).

Brasília e Fortaleza tiveram as menores variações do período, ambas com 4,96%.

Feijão e leite mais caros

Em Goiânia, o preço do feijão subiu 41,29% em maio, a mais forte alta entre as capitais.

O leite também pesou mais no orçamento em 14 capitais, com destaques para Brasília (10,53%), Belém ( 7,08%) e Belo Horizonte (5,02%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"