Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 21 de maio de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Brasil

CBF entra para lista de devedores

24 Jan 2011 - 10h08Por Folha.com

A CBF se recusa a pagar multas no valor total de R$ 124 mil por descumprir o Estatuto do Torcedor e foi inscrita na lista de devedores do Estado de São Paulo, um dos candidatos a ser a sede da abertura da Copa de 2014.

Com carta branca do governo de São Paulo para decidir o estádio do Mundial na capital paulista, Ricardo Teixeira é ao mesmo tempo presidente da CBF e do comitê local da Copa-2014, responsável por avaliar as arenas do país, cujas obras estão orçadas em mais de R$ 5 bilhões.

O comitê, junto com os parceiros da Fifa, vai ganhar do governo federal isenções fiscais de R$ 900 milhões.

Em 2010, enquanto Teixeira negociava a sede de São Paulo entre o Morumbi e um novo estádio, a CBF passou a ser alvo de processo.

O motivo: não respeitar o Código de Defesa do Consumidor e o Estatuto Torcedor, uma das principais medidas do governo federal para tentar organizar a realização de eventos esportivos.

Foram nove infrações apuradas pelo Procon-SP, durante operações-surpresa entre 2003 e 2006. A CBF não conseguiu comprovar, por exemplo, que forneceu informações básicas sobre partidas, como o sorteio de árbitros, a divulgação de regulamentos e as súmulas de jogos.

Como a entidade comandada por Teixeira não pagou as multas, o Procon acionou a Procuradoria do Estado para levar o caso à Justiça.

PENHORA

Agora, a CBF corre o risco de ter bens penhorados até pagar o governo paulista.

"Em processos de cobrança como esse, é feita primeiro a penhora, para se ter uma segurança jurídica de que haverá bens ou dinheiro para se pagar a dívida", afirma Marcelo Aquino, procurador do Estado de São Paulo.

O valor de R$ 124 mil foi baseado no Código de Defesa do Consumidor. Foi "graduado de acordo com a gravidade da infração, a vantagem auferida e a condição econômica do fornecedor [CBF]".

A reportagem procurou a CBF, que não quis comentar o assunto, alegando que está "rigorosamente em dia com qualquer instituição".

Em agosto, a Folha mostrou que a CBF carrega em sua contabilidade diversas dívidas e multas em várias instâncias de governo, enquanto só em 2010 faturou mais de R$ 200 milhões.

Só no Ministério da Fazenda, a confederação aparece como parte em mais de cem processos. Em 2009, a entidade já havia sido obrigada a pagar uma multa de R$ 3 milhões por sonegação de imposto de renda.

A CBF também aparece na lista de devedores do governo federal, que vai financiar mais de R$ 10 bilhões para obras relacionadas ao evento organizado por Ricardo Teixeira e pela Fifa. As dívidas são mantidas em sigilo.

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

Xadrez MS
Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal
Saúde Delicada
O Ator Tony Ramos passa por cirurgia de emergência na cabeça para tratar sangramento cerebral no RJ
Ajude o RS
Culturamense registra a devastação de Lageado durante entrega de 21 toneladas de donativos
Fotos: Saul Schramm BOMBEIROS DE MS EM AÇÃO NO PANTANAL
Para combater incêndios florestais no Pantanal, Governo de MS instala bases dos bombeiros em 13 área
SOLIDARIEDADE AO RIO GRANDE DO SUL
De Fátima do Sul e Culturama: Carreta com 17 toneladas de donativos chega a Roca Sales, RS

Mais Lidas

Fotos - João Paulo SerafimEMPREGOS NO MS
Fecularia Eldorado é inaugurada, vai gerar 330 empregos e consolidar industrialização da mandioca
Foto: reprodução internetNOVA FRENTE FRIA
Nova frente fria derruba temperaturas em MS; confira a previsão
Mulher pode ter matado filho na capital paraguaia / Reprodução ABC ColorTRAGÉDIA FAMILIAR
Mãe mata filho de 05 anos enforcado e é achada morta
TRAGÉDIA
Radialista morre após capotamento em rodovia em Mato Grosso do Sul
EXPORAMA 2024EXPORAMA 2024 - VEJA PROGRAMAÇÃO
Com Laço, Rodeio, Shows e entrada franca, prefeita anuncia programação do aniversário de CULTURAMA