Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 6 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Caubói Alberto é eliminado do BBB com 85% dos votos

21 Mar 2007 - 07h42
O jogo terminou para o principal articulador da trama que emparedou e colocou um ponto final no polêmico triângulo amoroso formado por Íris, Diego e Fani. O caubói Alberto deixa a casa do Big Brother Brasil e a disputa por R$ 1 milhão, com 85% dos votos do público, diante da DJ Analy.
 
Desde que declarou guerra ao trio e passou a recrutar brothers para a batalha, o mineiro conseguiu a façanha de formar três paredões só com rivais, eliminando Íris, Fani e Flávia. Querido por todos no início da disputa - foi o primeiro a ser imunizado, recebendo o colar de Diego - e promoter das ‘festinhas do balde’, Alberto não soube administrar sua irritação ao ver o amigo Alemão se aliar justamente à arquiinimiga loira.
 
A partir daí, os loiros passaram a ser ´persona non grata´ nas conversas do Caubói. Alçado a adversário de Cobra com os votos de Bruno, Fani e Flávia, Alberto venceu o skatista, eliminado por acachapantes 93% dos votos (maior percentual de rejeição desta edição).
 
O mineiro, contudo, levou a sério o polêmico pacto de sangue que havia feito com o skatista e tomou as dores do eliminado. O sorriso, antes sempre aberto, passou a dar lugar a olhares atravessados e cheios de desconfiança, como ele mesmo reconheceria depois. A partir de então, Caubói passou a gastar horas a fio tentando convencer o paulista a não se deixar influenciar pela sacoleira.
 
Duas semanas depois, ao receber o voto do trio e por pouco não voltar ao paredão, sendo salvo pelo voto de minerva da líder Bruna, declarou guerra aos loiros, convocando o resto da casa a se unir contra o triângulo. Líder na sétima semana, saciou sua ira indicando Íris para o embate com Diego. “Estou adorando isso”, comentou ao ver Siri e Fani brigando para não enfrentarem Alemão.
 
Dez semanas após Diego lhe entregar o colar do anjo, os dois se reencontraram como arquiinimigos num emocionante teste de resistência. Magro e abatido, Alberto brilhou ao derrotar o gigante loiro ficando 21 horas de pé na prova de resistência que valia liderança da nona semana. Mas o paredão era uma questão de tempo, e a liderança de Carollini, um xeque-mate.
 
 
 
Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concurso federal com salário de até R$ 6 mil encerra inscrições nesta sexta-feira
100 ANUNCIOS
Covid-19: Bolsonaro ordenou atrasar boletins para não passar em telejornais
AUXILIO EMERGENCIAL
Veja se o seu CPF foi usado e como denunciar a fraude
3º EM NÚMERO DE VÍTIMAS
Com recordes seguidos, Brasil passa dos 34 mil mortos por coronavirus
COVID-19
Micro e pequenas empresas terão acesso a crédito facilitado
VÍDEO - CAPIVARA BOA DE MERGULHO
Capivara boa de mergulho é flagrada em rio de MS, assista
CASO DE POLÍCIA
Patroa é presa sob suspeita de homicídio culposo após filho de empregada cair do 9º andar
LUTA PELA VIDA
Cantora gospel que morreu por coronavírus, fez vaquinha para pagar tratamento
ELEIÇÕES 2020
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano
BOA NOTICIA
Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300