Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 9 de maio de 2021
Busca
Brasil

Casal é acusado de exploração e perde a guarda do filho

9 Dez 2004 - 13h46
Um casal de desempregados vive um drama em Campo Grande. Marido e mulher que estão à procura de uma oportunidade de trabalho tiveram o filho, um bebê de um ano e meio recolhido pelo Conselho Tutelar. O casal está sendo acusado de usar a criança para conseguir dinheiro na rua.

O casal amanheceu em frente ao Conselho Tutelar. Stênio da Silva Pinto e Evanise Campos vieram do interior de São Paulo em busca de emprego. Foram contratados para trabalhar em uma chácara em Anastácio, mas não deu certo.

O filho do casal, de um ano e cinco meses, está agora em um abrigo. Os pais alegam que procuraram o Conselho Tutelar para pedir ajuda para retornar à cidade de origem, mas ficaram sem o filho.

No Conselho Tutelar, a versão é que o casal perambulava pelas ruas. Não aceitou trabalhar no Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante (Cetremi), que atende migrantes e como pagamento pelo serviço paga a viagem de volta para casa.

 
TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo