Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Casal de MS é preso com crack e cocaína no Rio Grande do Sul

30 Mar 2011 - 12h51Por Campo Grande News

Um casal de Mato Grosso do Sul foi preso nesta terça-feira em São Leopoldo, no Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, em uma ação conjunta das polícias gaúchas de três municípios.

O casal estava em um carro Pálio com um homem do Rio Grande do Sul. Na lataria e em várias partes do automóvel, com placas de Campo Grande, foram encontrados 16 kg de cocaína e 4 kg de crack.

Conforme o site do jornal Zero Hora, após denúncias, policiais passaram a acompanhar o veículo, que circulou entre Porto Alegre e o Vale dos Sinos.

O capitão Ávila, do Comando de Policiamento da Capital, afirmou ao Zero Hora que “a própria placa levantou suspeitas”, possivelmente em referência ao fato de Mato Grosso do Sul fazer fronteira com Paraguai e Bolívia, países produtores de entorpecentes.

Para a polícia, a droga seria entregue para venda em pontos do Vale dos Sinos e cidades da Grande Porto Alegre.

Os presos foram levados para uma delegacia da região. Os nomes deles não foram divulgados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?
DIVIDA PÚBLICA
Dívida pública sobe em janeiro e atinge R$ 5,06 trilhões
ALÔ NAÇÃO RUBRO-NEGRA
VÍDEO: 'Jorge' o Urubu queridinho de Culturama viraliza nas redes sociais da Nação Rubro-Negra
LOCKDOWN
Com explosão de casos de covid, e 14 deputados infectados A. Legislativa volta a fechar as portas