Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de fevereiro de 2020
SADER_FULL
Busca
Brasil

Casais homossexuais podem oficializar união em cartórios de MS

8 Jun 2010 - 17h50Por Mídia Max

A Corregedoria-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio de medida publicada hoje no Diário da Justiça, autoriza os cartórios do Estado a documentarem a união entre casais homossexuais.

Assim é tratado o assunto pelo órgão judicial: o provimento 36, nome da regra nova, dispõe sobre a lavratura de Escritura Pública de Declaração de Convivência de União Homoafetiva.

Nota publicada pela asessoria de imprensa do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), afirma que a medida estabelece que caberá aos Serviços Notariais do Estado lavrar escritura pública de convivência de união homoafetiva “entre pessoas capazes”.

Com isso, segue o comunicado, a escritura servirá como instrumento para casais homoafetivos que vivam uma relação de fato duradoura possam legitimar o relacionamento e comprovar seus direitos. Assim, narra a nota, os casais terão sua união reconhecida como entidade familiar, de forma que o documento possa servir como prova de dependência econômica e também para fins de previdência social, companhias de seguro e instituições financeiras dentre outras questões.

O Provimento publicado hoje no Diário Oficial, é resultado da iniciativa do notário e registrador da Comarca de Cassilândia que fez uma consulta ao juiz da cidade sobre a possibilidade de lavrar escritura de declaração de união homoafetiva. O parecer do juiz auxiliar, Ruy Celso Barbosa Florence, foi favorável à questão, e por tratar-se de um assunto de caráter geral, ou seja, que deve abranger todas as comarcas de Mato Grosso do Sul, foi editado o provimento que regulamenta a prática no Estado.

Para a confecção da lavratura da escritura é necessário a apresentação de documento de identidade e CPF; certidão de nascimento ou de casamento averbada a separação judicial ou divórcio; certidão de propriedade de bens imóveis e documentos necessários à comprovação da titularidade dos bens móveis. Aqui no Estado não há um estudo indicando quantos casais seriam favorecidos com a medida nova. (com informações da assessoria do TJ-MS)

Deixe seu Comentário

Leia Também

FEMINICIDIO
Mulher é morta com tiro na cabeça na frente dos filhos
FAMOSOS
Chorando, sertanejo Zezé di Camargo faz grave revelação sobre luta de seu pai contra doença
APLICATIVO
Justiça trabalhista admite como prova conversas por WhatsApp
ATENTADO A ESCLARECER
Deputado federal de MS diz que seu carro foi atingido por 5 tiros e que revidou
MEDULA ÓSSEA
Jovem fica paraplégica por causa de um piercing
ABSURDO
Professora é envenenada em sala de aula por alunos do 4º ano
COMOÇÃO
Despedida de Júlia é um dos velórios mais tristes que Brasília já viu
FAMOSIDADES
Pai do sertanejo Zezé di Camargo, está em situação gravíssima de saúde
VICENTINA - PESQUEIRO 7 BELLO
Domingo especial no Pesqueiro 7 Bello com almoço e o 3º Torneio de Pesca Esportiva em Vicentina
FAMOSIDADES
“Já estou com saudades”, lamenta Ana Maria Braga pela morte da cachorrinha