Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 28 de maio de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Brasil

Carvão de MS é submetido a testes

10 Fev 2011 - 05h48Por Painel Florestal

O SindCARV (Sindicato das Indústrias e dos Produtores de Carvão Vegetal de Mato Grosso do Sul) levou no dia 31 de janeiro três tipos de amostras (eucalipto, cerrado e mata nativa) de carvão vegetal produzido em Mato Grosso do Sul para a Cientec (Fundação de Ciências e Tecnologias do estado do Rio Grande do Sul) realizar análises, com o objetivo de desclassificar o carvão como carga perigosa.

A Superintendência de Serviços de Transporte de Cargas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fundamentou uma nota técnica em março de 2010 esclarecendo que o produto não é considerado perigoso para transporte. Entretanto, apenas o Rio Grande do Sul acatou a medida.

Agora, Mato Grosso do Sul pode ser o segundo estado a desclassificar o carvão como produto perigoso e de combustão espontânea. O pesquisador de meio ambiente e cientista da Cientec (Fundação de Ciência e Tecnologia), Geraldo Mário Rohde, que realizou o estudo no Rio Grande do Sul, afirma que ficou comprovado que o carvão só entra em combustão em uma temperatura acima de 460° C. Resultado que não deve ser diferente com o produto de MS.

“Não acredito que vá ter alguma diferença da análise feita no sul, já que a madeira apresenta a mesma composição. Pode registrar uma variação mínima do ponto de combustão, mas nada significativo”, explicou o cientista durante 1° Seminário do Carvão “o mito da combustão espontânea”, realizado em dezembro do ano passado em Campo Grande.

A previsão é que o resultado saia em 15 dias, data em que será encaminhado um laudo técnico ao SindiCARV. De acordo com o presidente do sindicato, Marcos Brito, após a análise, a entidade encaminhará o resultado para a PRF-MS, responsável por esse tipo de fiscalização, ANTT, IBAMA, SEMA, MPE, MPF e PMA. “Também vamos realizar um evento com as autoridades dos poderes executivo, legislativo e judiciário, para que todo esse trabalho seja efetivamente reconhecido, respeitado e que a classe de produtores de carvão não seja mais injustiçada e penalizada”, afirma Brito.

Ainda conforme o representante do SindiCARV, a ação adotada em Mato Grosso do Sul deve servir de exemplo para outros estados. “SC, PR, SP e MG estarão adotando o mesmo procedimento para que o carvão seja reconhecido como produto não perigoso através dos testes, conforme orienta a própria ANTT e a partir daí teremos forças suficientes para derrubar esse critério na ONU”, declara.

Após a desclassificação do carvão como carga perigosa, os produtores deverão declarar na nota fiscal, através de um carimbo, que o seu carvão foi submetido a testes conforme critérios estabelecidos pela ONU. A responsabilidade do produto será do fabricante.

Transporte

Atualmente, o carvão é considerado como produto perigoso. Por isso, para fazer o transporte do produto é necessário cumprir com uma série de exigências. Algumas das obrigações é o uso de cones, placas refletoras, fitas refletoras, extintores, lanternas especiais, enxada, pá, capacete, luvas, óculos de proteção, etc.

Serviço como esse está em falta no mercado. De acordo, como o presidente do SindiCARV, além do transporte de cargas perigosas ser até 30% mais caro, a dificuldade de encontrar esse serviço está prejudicando os produtores. Existe muita burocracia para se transportar o carvão atualmente, por isso, muitas pessoas tem dificuldades para o escoamento da produção, encarecendo o custo final do produto. Na maioria das vezes o produtor tem que utilizar o dobro de caminhões para abastecer uma Siderúrgica, pelo fato de não poder contar com o caminhão de retorno, já que esse não possui os EPIs, assim como a Licença para o Transporte de Cargas Perigosas. (Fonte: Painel Florestal)

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

Fotos: PMMS/ BMMS BOMBEIROS DE MS NO RS
Com atuação de equipes dos Bombeiros, PM e Defesa Civil, MS continua a apoiar o Rio Grande do Sul
Xadrez MS
Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal
Saúde Delicada
O Ator Tony Ramos passa por cirurgia de emergência na cabeça para tratar sangramento cerebral no RJ
Ajude o RS
Culturamense registra a devastação de Lageado durante entrega de 21 toneladas de donativos
Fotos: Saul Schramm BOMBEIROS DE MS EM AÇÃO NO PANTANAL
Para combater incêndios florestais no Pantanal, Governo de MS instala bases dos bombeiros em 13 área

Mais Lidas

Evento
Confira as duas galerias de fotos da premiação do Mês das Mães no Mercado Julifran
O caso será investigado pelo SIG / Divulgação/JP NewsCRIME EM MS
Homem é executado a tiros dentro de casa em MS
Dia J e sorteio de prêmios
Saiba quem são as mães sorteadas na Promoção Mês das Mães do Mercado Julifran
FÁTIMA DO SUL EM DESTAQUE
Conhecendo Fátima do Sul com Leandro Santos: Uma viagem cultural pelo Favo de Mel do MS
FATIMASSULENSE EM DESTAQUE
Fatimassulense é pódio em mais um rodeio em touros, agora na Expotac 2024