Menu
SADER_FULL
sexta, 30 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Campanha de vacinação anti-rábica tem início nesta segunda-feira

13 Ago 2007 - 09h21
Hoje (13) é o início da Campanha Nacional de vacinação anti-rábica  em cães e gatos, que se estenderá até de  02 de novembro.

          Segundo a gerente técnica da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Gislaine Coelho Brandão, responsável pela campanha no Estado, a forma de execução das ações da campanha ficará por conta de cada município. “Os municípios vão realizar a vacinação da melhor maneira possível, de acordo com as especificidades da região. Nós estamos orientando e auxiliando na distribuição das doses da vacina”, afirma.

          Ainda de acordo com Gislaine Coelho, a estimativa da SES é que existam cerca de 456 mil cães e 95 mil gatos em Mato Grosso do Sul. O Ministério da Saúde disponibilizou para Mato Grosso do Sul mais de 500 mil doses de vacina, além de materiais como informativos, agulhas e seringas.

          Para vacinar os animais,  é importante levar a carteira de vacinação antiga. Gislaine lembra que “as doses que forem entregue aos proprietários não serão computadas, pois não há como garantir a qualidade das mesmas, bem como se o proprietário realmente fará a aplicação no animal”.

          Em alguns municípios como Campo Grande, Corumbá, Ladário e Bonito técnicos das secretarias municipais estão visitando as residências para vacinar os animais.

             Raiva Animal

          A raiva é uma doença provocada por vírus, caracterizada por sintomatologia nervosa que acomete animais e seres humanos. Transmitida por cão, gato, rato, bovino, eqüino, suíno, macaco, morcego e animais silvestres, através da mordedura ou lambedura da mucosa ou pele lesionada por animais raivosos.

          Entre os sinais clínicos que os animais podem apresentar estão: alterações de comportamento, dilatação da pupila, fotofobia (medo do claro), salivação excessiva e dificuldade para engolir devido à paralisia da mandíbula.

          No homem, o tempo de incubação varia com a natureza do vírus. O primeiro sintoma é uma febre pouco intensa, acompanhada de dor de cabeça e depressão nervosa. Em seguida, a temperatura torna-se mais elevada. Logo, a vítima começa a ficar inquieta e agitada, sofre espasmos dolorosos na laringe e faringe e passa a respirar e engolir com dificuldade. Os espasmos estendem-se depois aos músculos do tronco e das extremidades dos membros e são acompanhados de tremores generalizados, taquicardia e parada de respiração.

 

 

Notícias.ms.gov

Deixe seu Comentário

Leia Também

INCÓGNITA
Governo ainda não definiu como será o 13º de quem teve corte salarial
ANTICORPOS
Bebê nasce com anticorpos contra covid-19
Vítima contou violência sexual para a tia ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso é denunciado por estuprar filha de amigos e a enteada
FENÔMENO DA NATUREZA
Evento raro: Lua Azul poderá ser vista no Dia das Bruxas
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa deposita auxílio emergencial nesta 5ª feira para nascidos em novembro
FOI MAL
Bolsonaro recua e revoga decreto que facilita privatização dos postos do SUS
90% RECUPERADOS
Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia
ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados