Menu
SADER_FULL
terça, 20 de abril de 2021
Busca
Brasil

Caixa começa a pagar mais uma parcela da correção do FGTS

16 Jul 2004 - 08h51
Começou esta semana o pagamento de mais uma parcela da correção do FGTS aos trabalhadores que tiveram perda com os planos Collor e Verão. Mais de R$ 1,3 milhão, segundo as informações da Caixa Econômica Federal. Pelo menos 1,2 mil trabalhadores receberam a correção no valor do FGTS.

Essa é a quarta parcela para o repasse das diferenças, iniciado em dois mil e dois, para quem aceitou abrir mão de processo na justiça.
Está sendo paga a quarta parcela para quem tem de R$ 2 mil a R$ 5 mil a receber, a terceira parcela de quem tem crédito entre R$ 5 mil e R$ 8 mil e a quarta para aqueles que devem receber mais que esse montante. A conclusão será só em 2007 e a próxima parcela a ser paga é daqui um ano.

Em Mato Grosso do sul, mais de 500 mil pessoas assinaram os acordos com o governo federal.

Só recebe quem fez o acordo com o governo federal. A pessoa precisa procurar uma agência da Caixa Econômica Federal, levando carteira de identidade, de trabalho e o número do PIS, que é essencial. A Caixa tem um telefone para informações: é o 0800-5740101.
 
Bom Dia MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DA COVID 19
Vídeo: enfermeiro que receitava cloroquina se passando por médico morre de Covid-19
OS AMORES DO REI
Roberto Carlos teve três casamentos, paixões secretas e perdas em seus 80 anos
JUVENTUDE EM ALERTA
Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas
ATAQUE CANINO
Pit bull mata criança de 2 anos e deixa o irmão dela ferido
VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas