Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Cade promete investigar clubes que negociarem com as TVs

2 Mar 2011 - 06h20Por Folha

O procurador-geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Gilvandro Araújo, disse nesta terça-feira que os times poderão ser investigados caso negociem diretamente com as emissoras sem obedecer às regras da concorrência.

"Se houver conduta anticoncorrencial, será investigada", disse.

"O acordo do ano passado não dá salvo-conduto para novos processos", completou o presidente do Cade, Fernando Furlan.

 

  Alan Marques/Folhapress  
Fábio Koff dá entrevista ao lado de Ataíde Gil Guerreiro, diretor-executivo do Clube dos 13 após reunião com a direção do Cade
Fábio Koff dá entrevista ao lado de Ataíde Gil Guerreiro (esq.) após reunião com a direção do Cade

Nesta terça, em meio à crise de clubes ameaçando sair do Clube dos 13 para negociar diretamente com as emissoras, a entidade decidiu mudar a licitação que acontece no próximo dia 11 de março e tirar uma cláusula que beneficiava a Rede Globo.

O Clube dos 13 se reuniu com o Cade, órgão que já havia feito acordo para tirar privilégios dados a Globo nas licitações, e pediu para que mais uma vez o edital fosse alterado. Na prática, o Cade sugeriu e o Clube dos 13 derrubou a chamada "cláusula dos 10%", que permitia à Globo vencer a licitação para transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro mesmo oferecendo um valor 10% inferior.

Segundo o presidente do Cade, Fernando Furlan, a reunião aconteceu a pedido do Clube dos 13. "Eles vieram aqui para saber se está cumprindo corretamente o acordo feito no ano passado com a entidade e com a Globo. A cláusula dos 10% não satisfazia esse acordo e sugerimos tirar para dar mais igualdade na disputa", disse Furlan.

A licitação para a transmissão dos jogos em TV aberta do Brasileiro de 2012 a 2014 deve ocorrer no dia 11, com valor mínimo de R$ 500 milhões por ano. A disputa está coberta de dúvidas, uma vez que diversos clubes ameaçam sair da entidade para negociar diretamente com as emissoras.

SEM CRISE?

Agora, porém, o Clube dos 13 usa a estratégia de negar uma crise com os clubes e com a Globo. Na semana passada, o presidente do C13, Fábio Koff, fez acusações contra a Globo e a CBF em conversa com o colunista da Folha, Juca Kfouri.

"Num determinado momento, nós achávamos que a Globo, por ter maior participação no mercado e penetração, poderia ter um benefício. Se ela oferecesse R$ 500 milhões, ela já entraria para concorrer com R$ 550 milhões. Agora o que vai valer é só o valor nominal", disse o diretor-executivo do Clube dos 13, Ataíde Gil Guerreiro.

"Não existe uma retaliação à Globo, foi um pedido do Cade e nós estamos atendendo", disse o diretor da entidade. "Qualquer pergunta sobre saída de clube está prejudicada porque eu não tenho conhecimento. Não há saída formal, só nos jornais", completou Koff.

Na sexta-feira, em uma carta aberta, a TV Globo comunicou que não mais participará do processo de licitação comandado pelo Clube dos 13 e que negociará separadamente com cada clube.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro