Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 1 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Caarapó quer vacinar 9 mil contra gripe durante a campanha

27 Abr 2011 - 17h16Por Assessoria
O Departamento de Vigilância Epidemiológica e Imunização de Caarapó, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, quer vacinar nove mil pessoas contra gripe durante a campanha de imunização que teve início no último dia 25 e se estenderá até 13 de maio. A vacina é destinada a idosos com idade a partir de 60 anos, trabalhadores da área de saúde, crianças entre seis meses e dois anos e gestantes.

Deverão ser vacinados 300 trabalhadores em saúde, 4,7 mil indígenas, 500 gestantes, 900 crianças e 2,6 mil idosos. Em Mato Grosso do Sul, segundo estimativa do Ministério da Saúde, serão imunizadas 421 mil pessoas. No país, calcula-se que 30 milhões de pessoas serão vacinadas.

Segundo o chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Imunização, Vilmar Batista dos Santos, durante toda a campanha a vacina estará disponível no PAM, que é o posto de saúde central – onde também funcionam os departamentos administrativos da Secretaria Municipal de Saúde -, e nos postos de saúde dos bairros e dos distritos de Cristalina e Nova América. É necessário apresentar o cartão de vacina, que serve para controlar a aplicação das doses.

No próximo sábado, a exemplo do resto do país, Caarapó realiza o Dia de Mobilização Nacional para estimular a ida da população aos pontos de imunização. A vacina estará disponível no PAM e nos postos de saúde dos bairros e dos distritos de Cristalina e Nova América entre as 7h e as 17h.

O Ministério da Saúde explica que as complicações da influenza (pneumonias bacterianas ou agravamento de doenças crônicas já existentes, como diabetes e hipertensão) são mais comuns entre idosos e crianças com idade entre seis meses e dois anos, além das gestantes, que também são muito vulneráveis. Neste caso, a principal forma de prevenção é a vacinação.

“A vacina é segura para todos. Não oferece risco algum. A maioria das reações adversas é leve, como dor e sensibilidade no local da injeção. Somente quem tem alergia a ovo não pode tomar a vacina”, garantiu o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério, Jarbas Barbosa.

Conforme o secretário, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza vem contribuindo, ao longo dos anos, para a prevenção da gripe e suas complicações, além de causar um impacto considerável na redução das internações hospitalares, óbitos e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias.

Na população com mais de 60, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir em até 45% o número de hospitalizações por pneumonias. Entre os residentes em casas de repousos e/ou asilos, a redução na mortalidade chega a 60%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIGOR DA LEI
Cidade vai multar em até R$ 60 mil quem descumprir decreto de combate ao Covid-19
PANDEMIA 100 FIM
Brasil tem 30.484 mortes por Covid-19 em fevereiro, 2º maior número em toda a pandemia
charge_gasolina 100 TRÉGUA
Facada: Petrobras anuncia novo aumento nos preços da gasolina e diesel
CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?