Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 17 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Buraco de ozônio diminuiu 20% em relação a 2003

5 Out 2004 - 14h20
O buraco existente na camada de ozônio da atmosfera diminuiu 20% em relação ao que media em 2003, indica um cálculo divulgado hoje pelo Instituto Nacional de Pesquisas Atmosféricas da Nova Zelândia.

Os peritos do instituto delimitaram neste ano o buraco na camada de ozônio em pouco mais de 23 milhões de quilômetros quadrados, seis milhões a menos do que em 2003.

Os cientistas começaram a notar há quase duas décadas que se formava um buraco na camada de ozônio sobre a Antártida durante a primavera austral (de setembro a dezembro).

Comprovou-se então que a densidade dessa faixa de gás azulado, vital para filtrar os raios ultravioletas, diminuía por causa dos gases provenientes dos derivados do petróleo emitidos pelas indústrias e os sistemas de transporte do mundo.

O problema afeta principalmente os habitantes, a fauna e a flora das zonas adjacentes à Antártida, ou seja, a América do Sul, Nova Zelândia e Austrália.
 
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições