Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 27 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Brasileiros têm seu pior início na Libertadores desde 2005

4 Mar 2011 - 07h31

Os clubes brasileiros fazem seu pior início de Libertadores desde 2005, ano em que o nobre torneio continental passou a adotar seu sistema atual, com mata-mata antes da fase de grupos.

Contando os primeiros 14 jogos de times do país na disputa, o aproveitamento de pontos dos brasileiros é de só 47,6% --contando a vitória de ontem do Grêmio sobre o León de Huánuco por 2 a 0 no Olímpico, sobe para 51,1%.

Desde 2005, o aproveitamento no período foi, respectivamente, 52,3%, 76,1%, 73,8%, 69%, 71,4% e 66,6%.

O Corinthians começou o vexame nacional em 2011 ao se tornar o primeiro clube do país a ser eliminado na primeira fase da disputa (que tem sido apelidada de pré-Libertadores, mas faz parte do torneio), o mata-mata que antecede a fase de grupos.

O que inicialmente virou motivo de gozação dos rivais corintianos mostrou-se, na verdade, uma dificuldade coletiva. O Cruzeiro, time que melhor começou na Libertadores, suou para segurar um 0 a 0 anteontem com o Tolima --Fábio pegou pênalti.

Fluminense e Santos, dois dos principais candidatos ao título continental neste ano, ainda não venceram na disputa. Pior: ambos têm suas classificações ameaçadas.

O clube carioca já fez três jogos. Perdeu anteontem por 1 a 0 do América no México e está em terceiro lugar em seu grupo, com só dois pontos. Decidirá sua sorte fora de casa, contra Nacional, no Uruguai, e Argentinos Juniors.

O Santos decepcionou ao ficar no 1 a 1 com o Cerro Porteño na Vila Belmiro. Já havia empatado com o Táchira na Venezuela. Num grupo que ainda tem o Colo Colo, já com três pontos, fará jogos de risco no Chile e no Paraguai.

Anteontem, apenas 6.735 torcedores foram à Vila Belmiro para ver o time de Neymar. O alto preço dos ingressos para a Libertadores (arquibancada a R$ 100) ajudou a afugentar a torcida. O Corinthians já havia adotado tal prática na primeira fase e não conseguiu lotar o Pacaembu.

O Grêmio, mesmo em uma chave fraca, já perdeu a invencibilidade. Caiu ante o Junior Barranquilla por 2 a 1.

O Inter ainda está invicto, mas o empate com o Emelec (1 a 1) manteve o técnico Celso Roth na mira dos críticos.

Uma boa campanha na fase de grupos é valorizada pelos times para pegar rivais mais frágeis nas oitavas e decidir o mata-mata em casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO 2021
Turismo 2021: O que esperar do Turismo Brasileiro no próximo ano?
SUA SAÚDE
Carnes de bichos selvagens podem transmitir parasitas, vírus e até matar
SEU BOLSO
Petrobras reajusta gasolina e diesel em 5% a partir desta quarta-feira
SONHOS INTERROMPIDOS
Pais perdem filho de 7 anos em tragédia na BR-376: "Passaram o dia montando a casa para receber ele"
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
UTI LOTADAS
13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe descobre estupro ao desconfiar que filha de 12 anos tinha ciúmes do padrasto
VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço