Menu
SADER_FULL
sábado, 17 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Brasileiras estréiam com vitória magra em cima da Austrália

11 Ago 2004 - 13h51
O Brasil começou com o pé direito sua caminhada nas Olimpíadas de Atenas. Nesta quarta-feira, antes mesmo da abertura oficial dos Jogos, a seleção feminina de futebol fez 1 a 0 na Austrália. A partida foi disputada no estádio Kaftanzoglio, em Tessalônica.

Comandada por Marta, a autora do gol da vitória, a seleção fez um excelente primeiro tempo e poderia ter saído com um placar mais elástico que o 1 a 0. Já na etapa final, o time do técnico René Simões foi muito mal e quase permitiu o empate das australianas.

O próximo compromisso das brasileiras está marcado para sábado, às 12 horas (de Brasília). O aversário são os EUA, que bateram as anfitriãs gregas por 3 a 0, também nesta quarta. Quem vencer assume a liderança do grupo G e garante, de forma antecipada, a classificação para a fase final do torneio.

O jogo - A Austrália foi para a partida com uma postura totalmente defensiva. Já o Brasil apostava na habilidade e na velocidade de Marta e Formiga para furar o bloqueio armado pelo técnico Adrian Santrac.

Logo aos sete minutos, René Simões se viu obrigado a fazer uma alteração na seleção brasileira. Isso porque a ala-direita Renata Costa se contundiu em jogada no meio-campo e teve que dar lugar a Grazielle.

A modificação não diminuiu o ímpeto das brasileiras, que começaram a pressionar em busca da abertura do placar. A primeira oportunidade veio aos 15 minutos, em um chute de Formiga. De longe, a atacante obrigou a goleira Kell a fazer boa defesa.

Minutos mais tarde, Marta recebeu na área e acabou sendo travada na hora do chute. Formiga, em seguida, dominou em posição parecida e arrematou à direita da meta australiana.

Marta era a melhor jogadora em campo. Aos 33, ela fez excelente jogada pela esquerda e cruzou na medida para Grazielle, que acabou errando no cabeceio. Dois minutos depois, arrancou pelo meio, invadiu a área, limpou a marcação e bateu no canto esquerdo de Kell, sem chances de defesa.

Por pouco o Brasil não permite o empate logo em seguida. Aos 37, a atacante Walsh recebeu na cara de Andréia, mas chutou para fora.

O lance indicaria o panorama do segundo tempo. Menos pela pressão da Austrália e mais pela apatia do Brasil. Exceção feita a uma jogada de Pretinha logo no início, a seleção nada fez na etapa final.

A sorte do Brasil foi a falta de qualidade das australianas, que só assustavam em cobranças de falta e escanteio. A entrada da atacante De Vanna no lugar de Foster deu mais força ao ataque do time comandado por Santrac, mas isso não foi suficiente para tirar das brasileiras a primeira vitória nas Olimpíadas.

 

 

Gazeta Esportiva

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições