Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Brasileiras e tchecas buscam vaga na semifinal do Mundial

20 Set 2006 - 14h48

Em busca de uma vaga nas semifinais do Mundial Feminino de Basquete, e com campanhas idênticas na competição, Brasil e República Tcheca se enfrentam nesta quarta-feira, às 15h15m (de Brasília) no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A partida terá transmissão ao vivo da TV Globo, do SporTV 2 e do GLOBOESPORTE.COM.

No Brasil, Iziane e Cíntia Tuiú, que já jogaram na República Tcheca, forneceram informações sobre a maioria das jogadoras adversárias ao técnico Antônio Carlos Barbosa. Segundo o treinador, os dados foram de suma importância para a elaboração do plano de jogo.

- As tchecas têm um jogo muito eficiente. Quando parece que elas não vão conseguir pontuar, elas fazem as cestas. Um trunfo que nós temos é poder contar com uma torcida vibrante, com a qual elas não estão acostumadas. Certamente as tchecas se sentirão pressionadas, e nós poderemos tirar proveito disso.

Para a partida desta quarta-feira, a única dúvida é a condição física com que a ala Janeth irá para o jogo. Liberada pelo departamento médico para a partida, a jogadora diz que a boa partida que as européias fizeram contra os EUA pode deixá-las mais confiantes do que o normal.

- Elas fizeram um bom jogo contra as americanas, e isso pode deixá-las confiantes demais, o que para nós é bom. Sabemos que a nossa torcida vai nos ajudar muito, e esperamos utilizar a nossa experiência e o fator torcida para pressioná-las e não deixá-las jogar como elas gostam. Teremos que ser frias no ataque e, na defesa, variar a forma de marcação, para confundí-las.

Pela República Tcheca, o técnico Jan Bobrovsky, há nove anos no comando da seleção do seu país, afirmou nesta terça-feira que a alta média de altura da equipe e o seu conjunto são os seus principais trunfos para conquistar uma vaga nas semifinais.

— Todo nosso jogo é baseado em nossa altura, essa é a nossa grande vantagem sobre as demais equipes do Mundial. Além disso, sete de minhas jogadoras atuaram juntas numa mesma equipe durante o ano, no Gambrihus Sika Brno, fortalecendo ainda mais o conjunto. Vi alguns jogos do Brasil durante o campeonato e realmente o time está muito bem, tanto na defesa como no ataque. Joga em casa, tem a torcida como sexto jogador em quadra e com certeza fará uma excelente apresentação contra nós. Mas estamos preparados.

BRASIL X REPÚBLICA TCHECA
Ginásio: Ibirapuera, em São Paulo (SP)
Data: 20/09/2006
Horário: 15h15m (de Brasília)

BRASIL
4 - Adrianinha, 5 - Helen, 6 - Karen, 7 - Micaela, 8 - Iziane, 9 - Janeth, 10 - Sílvia, 11 - Êga, 12 - Érika, 13 - Alessandra, 14 - Cíntia e 15 - Kelly.
Técnico: Antônio Carlos Barbosa

REPÚBLICA TCHECA
4 - Veselá, 5 - Vecerová, 6 - Johnova, 7 - Hartigová, 8 - Uhrová, 9 - Machová, 10 - Mokrosová, 11 - Pavlícková, 12 - Krizová, 13 - Kulichova, 14 - Klimesová e 15 - Vítecková.
Técnico: Jan Bobrovsky.

 

Terra Redação


 

 

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro