Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Brasileirão edição de 2010 não repete candidatos de 2009

9 Nov 2010 - 12h58Por Globo Esporte

Apenas quatro passos separam os 20 times do Brasileirão de seu destino final no campeonato. Restando apenas dois desafios em casa e dois fora para as equipes encerrarem sua participação na Série A de 2010, o quadro dos clubes candidatos ao título, à vaga na Taça Libertadores e ao descenso é muito diferente ao do ano passado.

Pode parecer que foi há muito tempo, mas há exatamente um ano, na 34ª rodada do Nacional de 2009, o líder São Paulo mantinha um ponto de distância do vice Palmeiras, que por sua vez estava um à frente do futuro campeão Flamengo e a dois do Atlético-MG, quarto colocado. Porém, muita coisa mudou no campeonato da 34ª para a última rodada, no dia 6 de dezembro (veja na tabela abaixo), quando o Rubro-Negro levantava a taça de seu sexto título brasileiro: o Verdão e o Galo deixaram a zona de classificação para a Taça Libertadores e abriram espaço para que o Internacional, então sexto colocado, e para o Cruzeiro, o quinto, conseguissem a vaga para o torneio continental.

- Uma característica marcante do Campeonato Brasileiro é que ele é muito imprevisível, tem uma dinâmica muito peculiar, não há regularidade. O atual campeão, o Flamengo, sofre com uma campanha ruim neste ano, enquanto a maioria dos times que ficaram no G-4 ano passado também não repetiram o bom desempenho – analisou o comentarista Bob Faria.

Dos times que estavam no G-4 na mesma fase do campeonato no ano passado, nenhum chegou a liderar esta edição do Brasileiro. Palmeiras, Galo e Flamengo estiveram na zona de classificação da Libertadores de 2011 por apenas uma rodada – apenas o São Paulo não passou do sexto lugar neste ano, enquanto os mineiros passaram 23 jogos na zona do rebaixamento.

Ano passado, a diferença do líder para o vice nesta reta do campeonato era a mesma: apenas um ponto. Porém, do quarto colocado para a ponta há nesta edição do Brasileiro uma distância de seis pontos, contra três do ano passado. A folga que Fluminense, Corinthians e Cruzeiro abriram dos outros adversários faz com que os especialistas não acreditem em uma recuperação meteórica como a do Flamengo no ano passado.

- Não imagino que haja mudança nesse bloco do G-3. Eu acredito mais em uma reação do Grêmio (hoje sexto colocado) como a do Inter no ano passado (na mesma posição que o Tricolor hoje), mas para tirar essa vaga do Botafogo (quarto colocado), não para buscar os primeiros – defendeu o comentarista e ex-jogador Caio Ribeiro.

Se o campeonato de 2009 for usado como parâmetro, porém, muita coisa pode mudar. Nas quatro últimas rodadas do ano passado, os dez primeiros colocados trocaram de posições até o fim. Apenas da 11ª para a 20ª colocação foi que houve poucas mudanças: o Fluminense arrancou no final da competição e conseguir se livrar do rebaixamento na última rodada, assim como o Botafogo, derrubando o Coritiba, que até a 34ª rodada estava mais tranquilo, em 15º.

Curiosamente, porém, a zona da degola de 2010 está muito mais indefinida que a de 2009. Santo André, Náutico e Sport, que já estavam no Z-4 na 34ª rodada em 2009, caíram. O único a ter encontrado forças para reagir nos quatro jogos finais foi o Flu. Na ocasião, o Tricolor tinha que tirar cinco pontos do 16º colocado, o Botafogo, e conseguiu. Neste ano, o primeiro time com a corda no pescoço, o Guarani, está com o mesmo número de pontos que o Galo, o primeiro fora da zona de perigo, e está a apenas quatro pontos do 13º, o Flamengo. O Rubro-Negro tem hoje 40 pontos – menos que o rebaixado Coxa na mesma época no ano passado, que tinha 41.

- Eu acredito no rebaixamento destes quatro times que estão hoje no Z-4 (Guarani, Avaí, Goiás e Grêmio Prudente), pois não vejo nenhum com o poder de reação do Fluminense do ano passado, mas a proximidade entre eles e os primeiros times acima (Flamengo, Vitória, Atlético-Go e Atlético-MG) é muito pequena – apontou Caio Ribeiro.

Já entre os times que subiram para a Série A no ano passado, apenas o Guarani se encontra hoje no Z-4 atual, enquanto o Atlético-GO ainda tem risco de cair.

- Considero hoje, do Vitória para baixo, todos candidatos à queda. O Flamengo não deve correr perigo, mas os outros abaixo estão muito próximos em pontos – completou Bob Faria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa com cenouras de boa qualidade 100 DESPERDÍCIOS
Governo cria Rede de Bancos de Alimentos para combater desperdício
Ainda de acordo com a atualização, 567.369 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.753.082 se recuperaram. PANDEMIA
Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 770 agências amanhã das 8h às 12h
Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral