Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Brasileira entre maiores vítimas de crimes sexuais

14 Set 2004 - 10h29
As mulheres latinas, particularmente as brasileiras e argentinas, são as mais expostas a crimes sexuais no mundo. A informação faz parte do relatório O Estado das Cidades do Mundo: 2004-05, divulgado nesta terça-feira, pela ONU (Organização das Nações Unidas).

A América Latina registra os mais altos índices de crimes sexuais. Cerca de 70% dos casos de violência sexual são estupros, tentativas de estupro e outras agressões sexuais.

O relatório critica a legislação brasileira, que considera o crime de violência doméstica penalmente mais leve do que uma briga na rua.

O documento também diz que os agressores são rapidamente soltos no Brasil e retornam às suas casas "somente para ameaçar a vítima para que não o denuncie novamente".

Prevenção
A recomendação é de que o Brasil dê mais poder às mulheres, promovendo a prevenção e a redução de sua exclusão social.

A América Latina também possui os níveis mais baixos de pessoas que estão satisfeitas com a atuação da polícia. De acordo com a Pesquisa Internacional de Vítimas de Crimes, 70% da população está insatisfeita.

O documento diz que os policiais latinos são os que aparentam ter o maior envolvimento com subornos.

O relatório também destaca os índices de criminalidade no Brasil, que cresceram muito nos últimos anos.

Entre os quase 30 mil homicídios registrados, a maioria estão ligados ao uso ou tráfico de drogas. A venda de drogas emprega cerca de 20 mil crianças ou jovens. Um "avião" (vendedor de drogas) ganha freqüentemente mais do que seus próprios pais.

Confiança
A América Latina também registra os índices mais baixos de confiança da população em pessoas e em instituições. Entre 1996 e 2003, a situação vem piorando em relação à confiança nas instituições públicas.

Os níveis de confiança vêm caindo gradualmente nesse período, de acordo com os dados coletados e apresentados no relatório.

O Estado das Cidades do Mundo tem como objetivo analisar o impacto da globalização nas cidades, fazendo um retrato da sociedade tanto do lado econômico como cultural.

A idéia é fazer com que os dados apresentados no relatório sirvam como base para projetos que ajudem aos países cumprem as Metas do Milênio, desenvolvidas pela ONU.

O documento vai ser discutido durante o Fórum Mundial Urbano, que está sendo realizado na cidade de Barcelona, na Espanha.

 

BBC Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada