Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Brasil Telecom cancelará linha residencial pré-paga

4 Ago 2006 - 08h21
A Brasil Telecom está comunicando seus clientes em Mato Grosso do Sul que, a partir de 1° setembro, vai mudar o plano de telefonia fixa pré-pago. Com a mudança, os 27 mil clientes da empresa no Estado que utilizam à linha pré-paga, onde o usuário insere créditos conforme a necessidade de realizar ligações, sem o pagamento de assinatura básica, terão que migrar para o Aice (Acesso Individual de Classe Especial) ou para outro plano oferecido pela empresa.

Com o Aice, que é uma criação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicação) para promover o acesso da população mais carente à telefonia fixa, o cliente terá que pagar uma taxa de habilitação e assinatura mensal no formato pós-pago.

Caso o cliente não faça a migração espontaneamente, será integrado a partir de setembro, automaticamente, ao plano do Aice sendo que, nesse caso, não será cobrada taxa de habilitação. Segundo a assessoria da Brasil Telecom, em MS, os valores que serão cobrados no Aice são de R$ 30,60 para a habilitação e R$ 23,76 para assinatura. De acordo com a empresa, a assinatura mensal do novo plano 40% mais barata do que o valor da assinatura normal. Entretanto, ele não dá direito à franquia.

O telefone Aice exige o uso de um cartão pré-pago, o qual terá opções de crédito de R$ 15, R$ 20, R$ 30 e R$ 60, sendo que os créditos valem por 180 dias (seis meses). O telefone é vendido apenas para o mercado residencial, respeitando o limite de um terminal por endereço, e não recebe chamadas a cobrar, embora possa realizar chamadas a cobrar.

Os usuários da linha pré-paga, em Dourados, estão indignados com o anúncio do fim do plano. Conforme João Francisco da Silva, aposentado, que optou plano pré-pago há pouco mais de dois anos como uma alternativa para controlar os gastos e fugir da conta telefônica no final de cada mês, o fim do plano será um grande prejuízo. “Este plano compensa bastante, porque desta forma controlamos os gastos. Quando não temos dinheiro, simplesmente não compramos créditos. E não precisamos nos preocupar com a conta ao final do mês”, lamenta.

Com a linha pré-paga, o aposentado disse que conseguiu reduzir os gastos com telefone pela metade. “Antes, a conta chegava a R$ 120. Agora, gasto no máximo R$ 60 por mês”, afirmou.

IDEC

De acordo com os estudos do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), o novo sistema pré-pago vale a pena apenas para quem gasta até 60 minutos de conversação por mês e usa o telefone mais para receber do que fazer ligações.

Pelo Aice (Acesso Individual Classe Especial), o consumidor perde privilégios como a redução da tarifa em horários especiais. Além disso, vai pagar um valor fixo por chamada, independentemente do tempo de uso, que é de R$ 0,13690 (sem impostos). Pelos cálculos, o gasto de 100 minutos de conversa por mês vão significar um gasto mínimo para o consumidor de R$ 31,78, valor pouco menor que o preço da assinatura básica que custa R$ 38 e dará direito ao dobro de tempo em ligações.

Para o Idec, o AICE é prejudicial ao consumidor e não vai resolver o problema da população de baixa renda, que não tem acesso ao telefone.

 

 

Grande FM

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro