Menu
SADER_FULL
sábado, 26 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
BRASIL

Brasil perde para 79 países em igualdade de gênero, diz ONU

5 Nov 2010 - 06h27Por Folha Online

A discriminação contra a mulher é capaz de provocar reviravoltas na avaliação do desenvolvimento humano, mostra o Índice de Desigualdade de Gênero (IDG), incluído no relatório divulgado pelo Pnud.

Apesar de ter mais mulheres (48,8%) do que homens (46,3%) adultos com o secundário completo, o Brasil perde 63% do seu IDH geral devido ao mau desempenho em mortalidade materna, incidência de gravidez na adolescência e participação feminina no Legislativo e no mercado de trabalho.

A perda é maior do que a média mundial (56%).

No ranking do IDG, o país está em 80º lugar entre 138 países, lista liderada por Holanda e Dinamarca. Fica atrás de seis vizinhos latino-americanos, entre eles Cuba, Costa Rica e Chile. O Iêmen é o país com o pior IDG.

Africanos e árabes em geral tem mau desempenho no índice _a Arábia Saudita perde 76%. A Argélia, no entanto, tem perda um pouco menor do que a brasileira --59%.

SEGURANÇA

Com 22 assassinatos por cem mil habitantes, o Brasil tem a 12ª pior taxa de homicídios entre 147 países, segundo o relatório. O cálculo leva em conta a média dos anos de 2003 a 2008.

O recorde negativo da lista é de Honduras (60,9 por cem mil), seguida por Jamaica (59,5), Venezuela (52), El Salvador (51,8) e Guatemala (45,2).

Os dados mostram que não há relação imediata com a pobreza: países de baixo desenvolvimento humano, como Burkina Faso e Gâmbia, têm taxas muito baixas (0,5 e 0,4, respectivamente), ao lado de Cingapura, Islândia, Japão e Mônaco.

A taxa de homicídios pode ajudar a explicar por que os brasileiros têm baixa percepção da segurança --só 40% se sentem seguros, segundo pesquisas do Gallup usadas no relatório. Nesse quesito, três vizinhos sul-americanos se sentem ainda pior: venezuelanos, argentinos e equatorianos.

Em contraste, a medição da percepção de bem-estar mostra os brasileiros satisfeitos com a vida --índice 7,6, numa escala de 0 a 10, sendo os 21º mais satisfeitos entre 150 países. Costarriquenhos e dinamarqueses lideram a lista, e os tanzianianos são os menos satisfeitos.

POBREZA

O relatório traz também um Índice de Pobreza Multidimensional (IPM), que leva em conta 10 indicadores relativos a educação, saúde e condições de vida.

O Brasil tem 8,5% da população enquadrada nessa condição, mais do que os 5,2% que vivem com menos de US$ 1,25 por dia (calculado pelo poder de paridade de compra), mas menos do que os 21,5% que estão abaixo da linha nacional de pobreza.

Entre os 104 países para os quais o IMP foi calculado, o Brasil tem a 40º posição. O ranking é liderado pela República Tcheca (IMP 0) e fechado pelo Níger (92,7%). Entre os latino-americanos, Equador, Argentina, Uruguai e México têm posição melhor do que a brasileira.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso