Menu
SADER_FULL
terça, 11 de maio de 2021
Busca
Brasil

Brasil e Argentina fazem final da Copa América

22 Jul 2004 - 07h15
O Brasil venceu o Uruguai por 5 a 3, nos pênaltis, depois de empate por 1 a 1 no tempo normal, nesta quarta-feira, em Lima, e se classificou para a final. No domingo, pela primeira vez na história, a equipe encontrará seu mais tradicional rival, a Argentina, na decisão de uma Copa América. 
 
A Seleção sofreu desde o começo para superar os uruguaios. A equipe celeste dominou a etapa inicial desde o primeiro minuto, quando Dario Silva teve a chance de abrir o placar, mas chutou em cima de Júlio César.
  • Acuada, a Seleção Brasileira só conseguiu passar do meio-campo aos 4min. Em um contra-ataque, Adriano entrou pela esquerda chutou e Viera espalmou, no rebote, Kléberson bateu para nova defesa do goleiro uruguaio.

    Depois do susto, a seleção uruguaia retomou o controle do jogo. A equipe celeste só não fez o primeiro gol aos 12min porque Dario Silva perdeu um gol incrível. Juan e Júlio César falharam e a bola sobrou para o atacante, que sozinho na pequena área chutou no travessão.

    Perdido em campo, o Brasil não conseguia se recompor e aos 21min sofreu gol. Após falta cobrada da esquerda, o volante Sosa cabeceou e contou com falha do goleiro Júlio César.

    O Uruguai continuou melhor e teve chance de ampliar o placar aos 35min. Maicon deixou Cristian Rodríguez entrar livre e cruzar para o meio da área. A zaga brasileira afastou. Delgado, em cobrança de falta, exigiu boa defesa de Júlio César aos 40min.

    O Brasil teve um momento de inspiração no fim do primeiro tempo. Aos 46min, Edu quase empatou ao encobrir o goleiro Viera.

    A Seleção deixou o mau futebol no vestiário e voltou melhor para o segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Alex lançou Luís Fabiano, que entrou pela direita e chutou cruzado, Adriano completou e fez seu sexto gol na competição.

    Em menos de cinco minutos, Adriano criou mais duas oportunidades, mas em ambas as ocasiões ele chutou para fora.

    O futebol de Alex também apareceu na etapa final. O camisa 10 da Seleção arriscou de fora da área, aos 9min, para defesa de Viera. Dois minutos depois, o capitão brasileiro voltou a se destacar ao fazer jogada individual e cruzar para o meio da área.

    Assustado com o crescimento do Brasil, o Uruguai recuou e nem mesmo nos contra-ataques levava perigo. O ímpeto da Seleção, no entanto, diminuiu e o nível do jogo caiu.

    O técnico Carlos Alberto Parreira deixou a equipe mais ofensiva. O treinador colocou Júlio Baptista e Diego nos lugares de Kléberson e Edu.

    As alterações demoraram para surtir efeito. O Brasil só voltou a estar perto do gol da vitória aos 43min. Adriano cruzou da esquerda e Júlio Batista chutou para defesa com os pés de Viera. Um minuto depois, Luís Fabiano recebeu na área e tocou por cima do goleiro uruguaio, mas a bola foi para fora.

    Nos pênaltis, o Brasil teve 100% de aproveitamento. Luisão, Luís Fabiano, Adriano e Renato converteram suas cobranças. O goleiro Júlio César se redimiu da falha no tempo normal e defendeu o quarto pênalti do Uruguai, cobrado por Sanchez. Alex teve a responsabilidade de cobrar a última penalidade e colocar a Seleção em mais uma decisão de Copa América.

  • Deixe seu Comentário

    Leia Também

    NOVAS REGRAS
    WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
    FAMOSIDADES
    Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
    CACHAÇA
    Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
    ESCALADA DA VIOLÊNCIA
    Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
    VITIMA DO MASSACRE
    'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
    FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
    Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
    TERROR NA CRECHE
    Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
    CHEGANDO FORTE
    Frio chega com força e provoca geada no Sul
    TERROR EM CRECHE
    Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
    PÉSSIMA PROJEÇÃO
    Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto