Menu
SADER_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Brasil é 73º em ranking de desenvolvimento humano da ONU

4 Nov 2010 - 16h31Por Folha Online

O Brasil ocupa a 73ª posição no ranking do IDH 2010 (Índice de Desenvolvimento Humano), em uma lista que traz 169 países. A colocação indica que o país apresenta desenvolvimento humano elevado, de acordo com relatório divulgado nesta quinta pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). A categoria superior a essa, e máxima, é a dos países de "desenvolvimento humano muito alto".

Segundo a Pnud, não é possível fazer uma comparação com o resultado brasileiro em 2009. Isso porque neste ano o relatório traz o "novo IDH", calculado a partir de metodologia e dados diferentes. O índice continua a ser composto por três dimensões: educação, saúde e renda.

Na saúde, a variável usada ainda é a expectativa de vida, mas houve mudanças nos dados relativos à educação e à renda.

O "IDH antigo" levava em conta a alfabetização e as matrículas no primário, ensino médio e superior. O "novo IDH" é calculado com base nos "anos médios de estudo" (número médio de anos de educação recebidos por pessoas com 25 anos ou mais) e nos "anos esperados de escolaridade" (número de anos de escolaridade que uma criança na idade de entrar na escola pode esperar receber).

Na dimensão renda, mais mudanças: o novo IDH passou a utilizar a RNB (Renda Nacional Bruta) per capita, em vez do PIB (Produto Interno Bruto) per capita, incluindo fatores como remessas do exterior e ajuda internacional.

De acordo com Francisco Rodríguez, chefe de pesquisa do Escritório do Relatório de Desenvolvimento, em Nova York, o "novo IDH" recompensa desempenhos mais equilibrados --países que crescem nas três dimensões (saúde, educação e renda) conseguem "nota" melhor do que os países que só têm crescimento de renda, por exemplo. Os EUA, por exemplo, foram beneficiados.

Para o Brasil, foram registrados 7,2 anos médios de estudo e 13,8 anos esperados de escolaridade. A expectativa de vida ficou em 72,9 anos e o RNB per capita, em US$ 10.607 (o valor do dólar é o ajustado pela paridade do poder de compra).

No ranking do IDH 2010, a Noruega é o país que aparece no topo, seguido por Austrália e Nova Zelândia. Os Estados Unidos são o 4º da lista. Todos eles apresentam desenvolvimento humano muito elevado, de acordo com o relatório do Pnud.

Na América Latina, o país mais bem colocado no ranking é o Chile, que ocupa a 45ª posição, seguido pela Argentina. O país com a pior colocação na lista completa é o Zimbábue.

O relatório do Pnud calculou o "novo IDH" para o Brasil desde o ano 2000. Para Flávio Comim, coordenador do relatório no Brasil, o país apresentou avanços importantes em dez anos. "A expectativa de vida aumentou em quase 3 anos [de 70,19 anos para 72,93 anos]", lembrou o pesquisador.

AJUSTE PELA DESIGUALDADE

O Relatório do Pnud deste ano trouxe também outras novidades, como o IDH-D (IDH ajustado à desigualdade). Esse novo índice captou as perdas no desenvolvimento humano considerando as desigualdades na distribuição de saúde, educação e rendimento em 139 países.

"O IDH-D também mostra o percentual do IDH que é perdido por conta da desigualdade", afirmou Comim. Com o ajuste pela desigualdade, o Brasil perde 27,2% de sua pontuação no IDH.

O relatório do Pnud também calculou neste ano o IDG (Índice de Desigualdade de Gênero), que mede a discriminação das mulheres. O Brasil ficou em 80º lugar, numa lista de 138 países, que é liderada pela Holanda.

EXCLUÍDOS

A mudança no cálculo do IDH provocou a exclusão de 17 países, para os quais não havia, segundo o Escritório do Relatório de Desenvolvimento, dados disponíveis, entre eles Líbano e Cuba --que apresentava boa colocação nos relatórios anteriores. No caso de Cuba, não havia, diz o relatório, dados sobre renda per capita. No do Líbano, faltavam dados sobre escolaridade.

O relatório não inclui o Iraque (que já estava ausente no ano passado), mas inclui o Afeganistão, que também passou por guerra civil e ocupações militares nos últimos 40 anos. Os dados para o Sudão, que vive conflito no sul, são referentes apenas ao norte do país africano.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada