Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de junho de 2021
Busca
Brasil

Brasil ajudará a enterrar vítimas de terremoto no Haiti

16 Jan 2010 - 08h26Por Agência Brasil

O Brasil vai ajudar a sepultar os corpos que se espalham pelas ruas de Porto Príncipe, capital do Haiti, atingido na última terça-feira (12) por um terremoto de 7 graus na escala Richter.

Dia (14), em reunião com o presidente do país, Reneé Preval, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, pediu que ele indicasse um campo para que centenas de corpos sejam sepultados.

O embaixador do Brasil no Haiti, Igor Kipman, deverá tomar providências para que os corpos sejam sepultados seguindo as tradições religiosas do país, onde há cristãos, evangélicos e adeptos do vudu.

De acordo com Jobim, o Brasil está autorizado a contratar mão de obra haitiana para que os corpos dos seguidores do vudu sejam tocados apenas por pessoas que o praticam e para que os rituais sejam respeitados.

O presidente haitiano, segundo Jobim, assumiu um compromisso de indicar ainda hoje uma área para que comece o sepultamento.

Ontem  (15), foi montado o hospital de campanha da Força Aérea Brasileira (FAB), em uma área em frente à base da missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti.

O hospital tem capacidade para atender entre 300 e 400 pacientes por dia. Cerca de 70 pessoas que permanecem no hospital improvisado por militares brasileiros serão transferidos a unidade de campanha, que tem mil metros quadrados.

Dois aviões C-130 estão trazendo o hospital e mais 70 pessoas - entre elas, 50 médicos e 10 responsáveis pela montagem da estrutura – para o Haiti.

Os aviões também estão carregados de kits com medicamentos. O governo brasileiro também enviou ao Haiti um avião KC-137 com 50 bombeiros, acompanhados por cães farejadores, para ajudar nas buscas em meio aos escombros.

O ministro retornou hoje ao Brasil em um avião da FAB que leva também o corpo da coordenadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns, que morreu durante o terremoto.

A aeronave decolou de Porto Príncipe por volta das 16h30 (19h30 no horário de Brasília). A previsão é de que o avião chegue a Brasil por volta das meia-noite.

Da capital federal, o avião seguirá para Curitiba, levando o corpo de Zilda Arns. O senador Flávio Arns (PT-PR), sobrinho da médica, também seguirá para Curitiba, onde o corpo será sepultado neste sábado (16).

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado
ANTECIPAÇÃO
Governo antecipa pagamento de parcelas do auxílio emergencial