Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

Botafogo derrota Atlético-MG e deixa a zona de rebaixamento

9 Out 2009 - 09h14Por Gazeta Esportiva

 Botafogo voltou a repetir o bom futebol mostrado diante do Goiás e derrotou o Atlético Mineiro por 3 a 1 em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Engenhão, no fechamento da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado fez o time carioca sair da zona de rebaixamento. Agora a equipe de General Severiano ocupa a 16ª colocação com 31 pontos ganhos enquanto o Atlético Mineiro segue em quarto lugar com 47 pontos.

A vitória fez justiça ao melhor desempenho do Botafogo que surpreendeu o adversário ao entrar em campo com três atacantes que se movimentavam bastante e confundiram a defesa da equipe mineira. Foi a primeira vitória do técnico Estevam Soares no Engenhão em partidas do Campeonato Brasileiro.

Já o Atlético Mineiro demorou a entender o que estava se passando dentro de campo e, quando acordou, o time carioca já tinha definido a partida. Tentou reagir no segundo tempo, mas sentiu a falta do artilheiro Diego Tardelli.

Na próxima rodada, o Botafogo receberá o Avaí no Engenhão enquanto o Atlético MG enfrentará o Cruzeiro no Mineirão.

O jogo - Debaixo de uma chuva intensa, o Botafogo que entrou armado pelo técnico Estevam Soares com um esquema ofensivo, começou a partida no ataque. E logo aos seis minutos, Jóbson foi lançado na área, evitou o goleiro Carini mas perdeu o ângulo e a chance de marcar. Aos oito minutos, o Botafogo abriu o marcador. Lúcio Flávio lançou pelo alto, André Lima, em posição legal, matou com categoria e chutou no canto esquerdo de Carini.

A vantagem motivou o Alvinegro carioca que passou a procurar o segundo gol enquanto o Galo parecia perdido em campo e não conseguia trocar passes no ataque nem conseguia bloquear as investidas da equipe carioca.

Aos 12 minutos, o Botafogo ampliou a vantagem. Lúcio Flávio recebeu na entrada da área, evitou a marcação e bateu sem qualquer possibilidade de defesa para o goleiro do Atlético Mineiro.

O domínio alvinegro continuava absoluto e, aos 17 minutos, Carini teve que se empenhar para defender a falta cobrada por Juninho. Os gritos do técnico Celso Roth não conseguiam fazer a equipe mineira equilibrar a partida. O Botafogo, por sua vez, continuava dominando a partida e criando oportunidades como aconteceu aos 29 minutos com André Lima, que chutou com grande perigo depois de receber de Jóbson que dava grande trabalho aos zagueiros mineiros.

O Galo conseguiu chegar pela primeira vez à área carioca aos 31 minutos em cabeçada torta do colombiano Renteria. No minuto seguinte, o Botafogo chegou ao terceiro gol. Reinaldo recebeu de Jóbson, observou a posição adiantada de Carini e com um toque preciso, encobriu o goleiro uruguaio.

Aos 40 minutos, o goleiro Carini evitou o quarto gol do Botafogo ao fazer defesas sucessivas em chutes de Lúcio Flávio e Reinaldo.

Depois desse lance, o técnico Celso Roth decidiu alterar a equipe e colocou o experiente meia Ricardinho para tentar organizar a sua equipe. Mas antes que o ex-jogador da seleção conseguisse se colocar dentro de campo, Carini teve que salvar o time outra vez ao defender um chute de Juninho em cobrança de falta.

O segundo tempo começou em ritmo mais lento. Comandado por Ricardinho, o time mineiro tentava se aproximar da defesa carioca à base de toques curtos enquanto o Botafogo procurava explorar os avanços do adversário para fazer lançamentos longos para André Lima. Aos 13 minutos, Renteria penetrou na área do Botafogo, mas cruzou errado quando tinha condições de tentar o tiro direto.

Aos 17 minutos, Thiago Feltri se aproveitou da desatenção de Alessandro e entrou na área, mas foi derrubado por Léo Silva. O pênalti foi cobrado por Correa aos 19 minutos e a bola ainda tocou na trave direita antes de entrar no gol defendido por Jéfferson. Aos 22 minutos, Reinaldo caiu na área pedindo pênalti mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Aos 28 minutos, Jóbson fez boa jogada e bateu. O goleiro Carini rebateu, mas André Lima cometeu falta ao tentar apanhar o rebote. Aos 30 minutos, o Botafogo quase chegou ao quarto gol em cabeçada de Fahel, que assustou a defesa mineira.

A tentativa de reação da equipe mineira ficou bastante prejudicada aos 34 minutos, quando o zagueiro Jorge Luiz cometeu obstrução sobre Jóbson, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. O jogador do Bota ainda fez uma grande jogada aos 40 minutos, mas o chute passou por cima da trave defendida por Carini.

Com dez jogadores, o time mineiro não teve mais condições de continuar buscando a reação e o Botafogo apenas administrou o resultado até o minuto final.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade