Menu
BANNER IMPRESSORAS
sábado, 13 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Bombeiros de MS poderão ser enviados ao Haiti

15 Jan 2010 - 14h00Por Campo Grande News

Três bombeiros do Mato Grosso do Sul, pertencentes ao Grupamento de busca e salvamento, fazem parte do grupo que poderá ser mandado para ajudar as vítimas do terremoto no Haiti. Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Ociel Ortiz Elias, os oficiais compõem um grupo de 53 militares de todo o Brasi especializados em busca e salvamento.

Os três bombeiros baseados em Mato Grosso do Sul, são subtenente Carlos Alberto Ladislau dos Santos (Campo Grande); sargento José Carlos Rosa (Coxim) e cabo Paulo Cezar de Almeida (Maracaju). Os oficiais estão em Brasília desde agosto em um treinamento para integrar o grupo de busca e salvamento da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Os bombeiros estão a disposição, esperando a convocação pela Diretoria Nacional de Segurança Publica para viagem ao Haiti.

Um grupo de 28 militares da Companhia de Engenharia de Força de Paz – Haiti, baseados no Mato Grosso do Sul, estão no Haiti desde 2009, eles participavam de reconstrução. O militares retornariam no dia 19 de janeiro, porém a data foi suspensa depois do terremoto.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas