Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

BB libera contas e MS negocia pagamento da dívida

5 Jan 2007 - 07h02
A primeira conseqüência imediata da reunião entre o governador André Puccinelli (PMDB) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), realizada na tarde desta quinta-feira (4 de janeiro) em Brasília, foi a suspensão do bloqueio das contas de Mato Grosso do Sul junto à União.

Decisão nesse sentido partiu da Secretaria do Tesouro Nacional, que comunicou o Banco do Brasil para não bloquear os valores a que o Estado tem direito. A decisão é condicionada ao pagamento da parcela da dívida estadual junto à União até a próxima segunda-feira (8).

Embutido no acordo há uma segunda negociação, a ser conduzida nesta sexta-feira (5) entre a Secretaria de Fazenda do Estado e o Tesouro Nacional, na qual será formatado o valor que Mato Grosso do Sul deverá pagar no início da próxima semana. Essa discussão pode determinar se o governador entrará ou não com uma ação na Justiça, para definir quanto deverá ser pago.

Na tarde desta quinta-feira, Lula delegou ao ministro de Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, a responsabilidade de intermediar as negociações em favor de Mato Grosso do Sul. Puccinelli foi a Brasília para solicitar o desbloqueio das contas, assim como definir um cronograma para o pagamento do valor atrasado em dezembro – a dívida deveria ter sido quitada pelo então governador Zeca do PT, que não providenciou o pagamento.

Enquanto a negociação corria na capital federal, uma “frente jurídica” foi mobilizada no Parque dos Poderes, onde o procurador-geral do Estado, Rafael Coldibell, informou que o órgão já tem pronta a ação para questionar na Justiça a cobrança dos R$ 45 milhões feita pela STN. O valor refere-se aos dois contratos da parcela da dívida – referentes a 11% e 15% da receita líquida corrente. O objetivo da ação é derrubar parte dessa cobrança, no valor de R$ 17 milhões, mantendo a dívida de dezembro no patamar de R$ 27,9 milhões.

Na noite de quarta-feira, as contas estaduais junto à União seriam bloqueadas. E o valor da dívida anterior acabou inflado graças a termos contratuais, apresentados pela STN. Na sexta-feira, o Estado fará as negociações com o Tesouro tendo em mente a manutenção da dívida nos valores anteriores. Caso essa discussão fracasse, o Estado pode buscar uma solução na Justiça.
 
 
 
 
 
 
 
 
Campo Grande News

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço