Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de maio de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Bandido mais famoso do RS foge do semi-aberto

30 Nov 2004 - 07h19
Um dos bandidos mais famosos do Rio Grande do Sul, Dilonei Francisco Melara, fugiu na noite desta segunda do regime semi-aberto da Penitenciária Estadual de Jacuí (PEJ), onde estava somente há uma semana. A Brigada Militar e a Polícia Rodoviária montaram barreiras na Região Metropolitana de Porto Alegre para localizar o fugitivo.

Segundo o telejornal Bom Dia Rio Grande, as buscas continuaram durante toda a madrugada, mas o bandido não foi encontrado.

O superintendente dos Serviços Penitenciários (Susepe), Djalma Gautério, informou que Melara não respondeu à chamada de conferência dos presos, por volta das 20h de segunda. A advogada de Melara, Fernanda Trajano, declarou que renunciará ao caso assim que for notificada oficialmente sobre a fuga.

Melara foi responsável pelo maior e mais violento motim da história gaúcha, em julho de 1994, quando quatro presos e um policial morreram no Presídio Central. Durante a fuga ele invadiu um hotel no centro de Porto legre com um táxi.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho