Menu
SADER_FULL
quinta, 24 de junho de 2021
Busca
Brasil

Banco da Gente oferece linha de crédito para apicultores do MS

20 Mar 2010 - 16h02Por Notícias.MS

A diversificação da economia de Mato Grosso do Sul com a ampliação das atividades produtivas tem incentivo do governo estadual, que disponibiliza por meio do Banco da Gente, empréstimo bancário para apicultores do Estado.

 

A linha de crédito especial para produtores de mel oferece empréstimos de até R$ 6 mil, com juros de 1% ao mês, prazo de 24 meses para pagamento e carência de 12 meses. Os recursos podem ser aplicados como capital de giro ou investimento fixo.

 

Para contrair o crédito é necessário que o apicultor esteja cadastrado em alguma associação de classe. As entidades interessadas em estabelecer parceria com o Banco da Gente devem procurar a sede ou filiais da instituição.

 

Criadores de abelhas ligados à Associação Leste Pantaneira de Apicultura (Alespana), com abrangência nos municípios de Aquidauana, Piraputanga, Camisão e Palmeiras já requisitaram empréstimo da instituição financeira.

 

Além dos produtores da região de Aquidauana, os apicultores do Bolsão também apresentaram interesse em expandir os negócios. A proposta de fomento da criação de abelhas em maior escala começou a ser discutida no segundo semestre do ano passado com produtores de Cassilândia, Chapadão do Sul, Brasilândia e Três Lagoas.

 

A região possui 86 criadores que produzem aproximadamente 132 mil quilos de mel por ano. A maior parte do alimento produzido é comercializada em Mato Grosso do Sul pela falta do Selo de Inspeção Municipal (SIM), Estadual (SIE) e Federal (SIF), que impede a venda para outros estados e para órgãos federais, como a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que compra mel e outros produtos alimentícios para revenda e doação às entidades assistenciais, escolas, asilos e hospitais.

 

Comprador

 

Além da necessidade de ter o selo para vender o produto para a Conab, o apicultor deve fazer parte do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) - do governo Federal - e possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

 

De acordo com Samuel Alves, técnico de operações da Conab em Mato Grosso do Sul, o órgão compra anualmente até R$ 4,5 mil reais em produto por família ao preço de até R$ 8,00 pelo quilo do mel em sachê -de 10 ou 20 ml- e R$ 5,50 por quilo em balde. Samuel explica que os preços variam de acordo com a região produtora, pois depende do mercado consumidor e os custos operacionais.

 

Para que o produtor possa realizar a venda à companhia de abastecimento é preciso que seja feito um projeto por meio da associação dos produtores e a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) do Estado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

assis (2) VEJA VÍDEO
Antes de morrer, vítima gravou áudio relatando que esposa e dois homens teriam realizado crime
CRIME PASSIONAL
Contadora é morta pelo ex-marido, que comete suicídio em seguida
100 PERDÃO
Mulher trai marido, não é perdoada e coloca fogo no próprio corpo como forma de se punir
TRAGÉDIA NO CAMPO
Pulverizador passa por cima da cabeça de agrônoma em fazenda
COPA AMÉRICA
Brasil leva gol antológico, mas vira sobre a Colômbia e se classifica em 1º lugar
APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid