Menu
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
quinta, 9 de dezembro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Baixo efetivo reduz emissão de carteira de trabalho

24 Jan 2011 - 09h41Por

O baixo número de funcionários vem comprometendo a emissão de carteiras de trabalho em Dourados. Enquanto a procura só aumenta, o número de servidores no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) cai. Isto porque além de anos com o quadro defasado, o que foi no ano passado motivo de protestos, em janeiro metade do efetivo responsável por este tipo de serviço entrou de licença. Com isso, diariamente mais de 20 pessoas, que muitas vezes madrugam nas filas por senhas, voltam para casa sem atendimento.

Ao Douradosagora, o gerente regional do MTE, Carlos Alberto Sfeir, explica que por dia mais de 100 pessoas procuram por atendimentos diversos no local. Destes, 60 são para a emissão de carteira, mas apenas pouco mais da metade consegue ser atendida. Segundo ele, dos quatro servidores disponibilizados para este atendimento, três estão de licença. Apenas um realiza todo o trabalho. Com baixo efetivo, a medida de emergência foi reduzir o número de emis-sões de carteira.

Carlos explica que as dificuldades são grandes, tanto para os usuários, que voltam várias vezes para conseguir senha, quanto para os servidores. “De amanhã apenas uma pessoa colhe material para o pedido de emissão. A tarde, esta mesma pessoa precisa parar o recolhimento das emissões para confeccionar as carteiras”, destaca.

Outro agravante é que uma nova regra limitou os trabalhos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em relação as emissões da carteira. “Em períodos de financiamentos com a Caixa Econômica, a procura aumenta ainda mais porque a carteira de trabalho antiga não é aceita. A nova versão digitalizada vem sendo requisitada”, explica.

Além de Dourados, o MTE atende a região. “São vários trabalhos que prestamos diariamente ao público. Infelizmente não estamos conseguindo atender a todos no mesmo dia. É difícil para nós, mais sabemos que é mais complicado ainda para quem precisa madrugar na fila para conseguir senha”. Segundo ele, a superintendência do MTE já foi comunicada sobre o problema. “Estamos no aguardo de uma solução, que pode não ser imediata devido aos processos burocráticos de novas contratações que exigem concurso público”, frisa.

Leia Também

FENÔMENO DA NATUREZA
Vem aí a chuva de estrelas mais brilhante e colorida de 2021
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em Jeremias
SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam