Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
FÁTIMA FOLIA 2011

Autoridades iniciam debate sobre segurança no carnaval em Fátima do Sul

26 Jan 2011 - 07h10Por Washington Lima / Fátima News

Na manhã de ontem terça-feira, 24, a Sala do Tribunal do Júri da Comarca de Fátima do Sul foi palco de importante reunião entre as autoridades locais, para debater diversos aspectos da segurança pública da 7ª Edição do Fátima Folia, carnaval de rua que é promovido pela Prefeitura de Fátima do Sul.

 

Participaram, a Juíza de Direito Dra. Ana Carolina Farah Borges da Silva representando o Poder Judiciário, o comandante do 16º BPM Ten Cel PM Isfrido Cabanha, o Sub-comandante  Major PM Welington Luiz Santana Lopes, o Cap PM Eduardo Lane, a 2º Ten PM Denise Rosa Higa, o Promotor de Justiça Dr. Paulo Roberto Gonçalves Ishikawa representando o Ministério Público e o Conselho Municipal Antidrogas de Fátima do Sul, Rodrigo Silva Garib representando a Prefeitura Municipal de Fátima do Sul, o Delegado Dr. Messias Furtado de Souza e a escrivã Alessandra Ricci Sabino representando a Polícia Civil, o 2º Ten BM João Machado representando o Corpo de Bombeiros, os Conselheiros Tutelares Juliana da Silva Carneiro Novaes e Maria Chaves Gonçalves, os Policiais Militares Sub Ten PM José Vicente Ferreira, Sgt PM James Balduíno Leite, além da reportagem do Fátima News.

 

Abrindo a discussão, a Dra. Ana Carolina falou sobre as reuniões do ano anterior referentes ao carnaval que foram de grande importância para avaliar as questões principalmente referentes à segurança. “Sobre a participação dos menores nos desfiles, com exposição excessiva do corpo das crianças, gostaria de avaliar previamente juntamente com o Conselho Tutelar estes trajes junto aos blocos para já fazerem as adequações dos trajes e fantasias”.

 

O comandante do 16º BPM Ten Cel PM Isfrido Cabanha explanou sobre as reuniões que definiram a segurança de carnavais anteriores para tentar alcançar os objetivos. Na oportunidade disse que o trabalho preventivo já foi iniciado pela Policia Militar principalmente com o serviço reservado no combate ao trafico de drogas juntamente com o Poder Judiciário e que em breve iniciará também blitz pela cidade.

 

Para o comandante o grande problema do policiamento seria a questão de efetivo onde explicou como funcionam as escalas de serviço dos policiais, demonstrando efetivamente a carência de efetivo local. “Solicitei junto ao Comando Geral da PM do Estado um reforço para o período de carnaval, e também já solicitei a Prefeitura o pedido apoio para conseguir mais policiais e no que se refere a comunicação com HTs, locais para fazer pontos de observação mais elevado para os Policiais”.

 

Outros pontos levantados na reunião é a situação dos banheiros que no ano anterior foi insuficiente e ficou em um só local, e que para este ano fosse colocado mais pontos com banheiros distribuídos ao longo da avenida. Outra necessidade seria a instalação de placas ou faixas com informações sobre onde ficam os Bombeiros, Conselho Tutelar, banheiros, barraca da Polícia Militar, para melhor informar os foliões que vêm brincar o carnaval na cidade de Fátima do Sul.

 

Com relação à arquibancada que acabou soltando algumas peças durante o evento no Carnaval passado, o Tenente BM João relatou das grandes dificuldades para que o Corpo de Bombeiros possa estar vistoriando os locais, em virtude das empresas contratadas e responsáveis pela armação das estruturas, terminem o serviço muito próximo do horário do inicio da festa e que para este ano, a reivindicação é que as empresas possa terminar as montagens e liberarem para vistoria durante a manhã de sexta-feira, evitando quaisquer transtorno aos foliões.

 

Uma coisa já é certa a segurança estará sendo reforçada nos cinco dias de Carnaval com o comando do 16º BPM da Polícia Militar e estarão sendo empregados mais homens no policiamento, mais viaturas, além do reforço de 100 seguranças da empresa de segurança particular da cidade de Dourados.

 

Outra questão aborda durante a reunião foi o congestionamento, onde uma longa fila de veículos com cerca de 3 Km, se formou na rodovia MS-376, para quem trafegava sentido Dourados - Fátima do Sul, onde o Ten Cel PM Isfrido Cabanha disse que “um dos motivos do congestionamento foram as fiscalizações na entrada da cidade revistando os veículos com excesso de passageiros e quando observado que poderiam causar algum problema durante o carnaval, cujo o resultado alcançado no ano passado foi satisfatório, impedindo de drogas, armas brancas e de fogo”, argumentou.

 

Uma nova reunião deve acontecer no inicio de fevereiro, após uma discussão com os representantes da ACIFAS (Associação Comercial e Industrial de Fátima do Sul), quando Rodrigo Garibse comprometeu de entregar um projeto com todos os levantamentos aqui discutidos e a viabilidade de aplicação dos tapumes ou reforço com seguranças, sobre a proposta de se fechar o local da festa do carnaval.

 

De uma forma geral, a reunião foi bastante produtiva. Foram debatidos praticamente todos os problemas e pontos de divergência na área de segurança pública e estrutura do carnaval de Fátima do Sul. O mais importante é que existe empenho, boa vontade e interesse de todos em realizar o evento com a maior segurança possível para a população local e visitantes.

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"