Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Aumento da gasolina deve ficar para depois das eleições

24 Set 2004 - 13h53
O presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, disse hoje que dentro de dez dias já estará consolidado um novo patamar para o preço do petróleo no mercado internacional.

Na prática, isso significa adiar a discussão sobre o reajuste dos combustíveis para depois das eleições municipais do dia 3 de outubro. Desde que o petróleo passou a bater recordes no mercado internacional, a ingerência política sobre a Petrobras vem sendo questionada.

A declaração de Dutra veio depois de o diretor de Relações Internacionais da empresa, Nestor Cerveró, afirmar que o petróleo chegou a um novo patamar e que, no curto e médio prazo, não deve cair para baixo de US$ 35.

"Em dez dias, acredito que haja alguns elementos que vão contribuir para a consolidação de visão sobre o novo patamar do petróleo. Não sei qual vai ser a influência da liberação de parte dos estoques estratégicos dos EUA e até a possibilidade de a Opep aumentar a produção", disse Dutra.

O petróleo chegou ontem a US$ 49 o barril com a queda nos estoques dos EUA. Nesta semana a secretária de Petróleo e Gás Natural do Ministério de Minas e Energia, Maria das Graças Foster, afirmou que o preço do petróleo hoje é "muito preocupante".

Segundo Foster, mesmo para um país auto-suficiente e exportador, o patamar de US$ 47 por barril seria fator de preocupação. A secretária ressaltou, no entanto, que qualquer decisão relacionada ao reajuste da gasolina é de responsabilidade da Petrobras.

O Brasil ainda não é auto-suficiente na produção de petróleo. A estimativa da Petrobrás é atingir a auto-suficiência em 2006. Mas, nesta semana, com previsões mais otimistas, a estatal cogitou a hipótese de alcançar essa auto-suficiência no final de 2005.

O presidente da Petrobras participou hoje da entrega do Prêmio Petrobras de Tecnologia, no Rio de Janeiro.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas